brave_new_world_cover_1

E se um dia a tecnologia fosse tão avançada que nós não seríamos mais concebidos do modo natural e sim totalmente criados em proveta?

Aldous Huxley nos apresenta em seu admirável mundo novo, essa e outras questões relacionadas ao nosso cotidiano.

Não há Civilização sem Estabilidade Social.

Não há Estabilidade Social sem Estabilidade Individual.”

Admirável Mundo Novo mostra uma sociedade em que as pessoas não nascem mais, mas são criados. Criados em uma verdadeira linha de produção. E como toda linha de produção tem seus modelos específicos e camadas, nas linhas de produção humana não poderia ser diferente.

admiravel

Huxley dividiu seu mundo em castas. Alfas, Betas, Gamas, Deltas, Ípslons… Cada casta representa um nível da sociedade e cada nível de sociedade é submetido e condicionado a ser sempre aquilo que foi criado para ser. Ou seja: Um jardineiro, sempre será um jardineiro. Um administrador, sempre será um administrador e assim por diante…

Todo e qualquer tipo de literatura foi estritamente destruída – ou escondida, como nós descobrimos em certo ponto do livro – e qualquer tipo de “pensamento fora do comum” é proibido. Pensamentos sobre a vida, a morte, filosofia, religião… Pessoas com esses pensamentos são mal vistas na sociedade.

Pai e mãe são conceitos que não passam de história antiga. Relacionamentos duradouros são proibidos, a promiscuidade e luxúria são praticamente obrigatórios – isso fica claro inclusive em um trecho do livro: Cada um pertence à todos – tudo isso e muitas outras questões tornam a sociedade “perfeita”.

o-2013-VITALI-KONSTANTINOV-BRAVE-NEW-WORLD-570

E se você ainda assim tiver algum problema, sempre haverá o Soma. Delicioso Soma, meio grama para a metade de um feriado, uma grama para um fim de semana, duas gramas para uma viagem ao lindo oeste, três para uma escura eternidade na lua…

Mesmo com toda essa perfeição demonstrada na sociedade, um jovem Alfa psicólogo – Bernard Marx – começa a se perguntar o porquê de sua infelicidade em meio aquela que parecia ser uma civilização perfeita. E é aqui que nós – eu, você – conseguimos entrar na história, pois Bernard é a âncora com a nossa realidade, você facilmente consegue se colocar no lugar do personagem em vários momentos ao longo do livro.

take_a_soma_holiday___brave_new_world_by_corporalspycrab-d4ym6vv

Admirável Mundo Novo – assim como todo bom livro – é uma história de muitas camadas. Você pode encarar apenas como uma ficção científica utópica em que a tecnologia proporciona uma vida que beira a perfeição. Ou você pode levar para o lado mais filosófico da parada, em que reflexões sobre a vida, a morte e o cotidiano em geral são levantadas de uma forma muito natural e simples – considerando que é um livro de 1932.

Se você está procurando uma ficção científica de qualidade, definitivamente deveria dar uma chance a este clássico da literatura.

Nota: 8 de 10.

Perde alguns pontos justamente por ser um livro antigo e se mostrar muito arrastado em certos pontos. Ainda assim, é uma leitura que é longe de ser cansativa e desgastante.

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1