Cinco motivos para reverenciar o trabalho de Len Wein

  • Um amigo meu me disse certa vez que o Monstro do Pântano teria sido fruto de um fim de relacionamento, por isso tantas projeções “Fera e bela”. Embora o maior mérito aqui seja o quanto o cara era profissional para deixar um novato reescrever todo seu personagem. Poderia ser só mais um que se sente oprimidozinho, e promoveria boicotes, mas não, deixou o Moore escrever e deu no que deu. A mensagem maior do texto para mim é o quanto o profissional estava acima do artista no modo de ser do Len.
    No livro “Marvel – A História Secreta”, é relatado que os personagens das várias etnias eram criações engavetadas do Crokun, o que o Wein fez foi dar um acabamento neles para que eles coubessem na proposta.

  • [Better Call Harvey]

    Não sei o que é pior, saber que o cara tava ai até ontem e ninguem soube consultá-lo pra fazer novas histórias (como fazem com tantos outros que ainda tão por ai), ou saber que todas essas coisas fodas que ele criou já foram completamente cagadas pela Marvel e DC.

    Que descanse em paz. Deus abençoe

  • Igor Lima

    Parabéns! Excelente post!

  • Robin Hood

    Ainda lembro como se fosse ontem quando comprei uma revista de heróis da extinta editora RGE em que, entre outros heróis, apareceria o grupo que mais tarde se tornou um dos principais motivos, além do Hulk de Bill Mantlo e Sal Buscema, para eu começar a largar as histórias da Disney e começasse a cultuar as de heróis. Esse grupo era os novos X-Men, é claro.
    Graças a isso, pude acompanhar em primeira mão todas essas maravilhas histórias muito bem lembradas acima pelo JJota ( que sabe escrever bem pra caramba, mas que ficava por aí escondendo o jogo!), e minha adolescência nunca mais seria a mesma. Se por um lado, me tornei um nerd que não tinha namorada nem ia a festas nos anos 80, por outro, tive a oportunidade de fazer parte de um mundo mágico e diferente. E Len Wein esteve, de uma forma ou de outra, envolvido nisso, pelo qual deixo meus eternos agradecimentos.

    • JJota

      Sim,é incrível ver como ele esteve envolvido em muita coisa boa que foi feita nos anos 70-80.

      E eu ia pras festinhas nos anos 80. Mas ficava esperando a hora da “música lenta”… Na “terra do forró”, isso demoraaaaaaaava…

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Morreu?
    Eita, non sabia. =(

    Excelente postE, “Double JJureg”

  • Que postão da porra, Jotinha!

    • eu cretino

      Que homão da porra, Jotinha (não, péra)

      • JJota

        Obrig… Não, pera!

  • starscream2

    Excelente texto!

    “Obrigado, Len!” [2]

  • Super do BdE

    Ótimo post JotaJota.

  • Frogwalken

    Que Deus o tenha e arrume um bom Estúdio pra ele se divertir.

  • eu cretino

    Então o Alan Moore cometeu plágio? O mesmo Alan Moore que fala que reviram seu lixo? Que fala que ninguém tem criatividade além dele? Esse mesmo Alan Moore?
    Mundo estranho esse…….

    • Frogwalken

      Len: Sério que tu matou o ROXAXÁ, Alan? E ainda por cima fazendo um final REVIRANDO O LIXO DOS OUTROS ?!? VAI TOMÁ NOKU!!!

      • [Better Call Harvey]

        quem diria que o próprio escritor original já passou seus dias como um Guaxinim que revira o lixo dos outros

    • Canoa Furada

      Então a DC revirou o lixo revirado de outra lixeira?

      Então Zack Snyder criou um final original para Watchmen?

      Então Snyder>Moore?

      Realmente mundo muito estranho esse…

      • eu cretino

        Mas essa história de plágio com o barbudo não é de agora. O Morrison já havia dito que o Moore plagiou uma história chamada superfolks, de onde ele tirou muitos conceitos e elementos. (Não só o Moore mas outros roteiristas reconhecidos também utilizaram essa história como fonte de suas idéias) )
        O problema é o Moore ficar falando que todo mundo fica copiando ele,sendo que ele mesmo não admite que faz o mesmo.

        • JJota

          Cá entre nós, Moore é chato pra c@r@lho!

      • JJota

        Não há como saber a verdade, mas dizem que o final do filme foi o que o Wein propôs ao Moore.

        • [Better Call Harvey]

          o que lendo toda a história não faz o menor sentido 😛

          o mundo as portas de uma crise nuclear e a solução é explodir NY com uma bomba atômica?? A lula gigante foi uma solução muito mais inteligente.

          • JJota

            Na verdade, a premissa toda do “Homem mais Inteligente do Mundo” era que a úncia forma de salvar a humanidade era convencendo-a a trabalhar junto, criando um inimigo comum. Na visão do Moore, uma falsa raça alienígena. Na do Snyder, o próprio Dr. Manhattan.

            Mas que importa? O Rorschach cagou tudo!

      • [Better Call Harvey]

        Sim Snyder > Moore

    • JJota

      Segundo contam,o Wein apontou o plágio e o Moore : “Sim, meti a mão mesmo!”

  • eu cretino

    Eu levanto (epa) e convido todos do baile a se levantarem e aplaudir o JJOTA.
    Que texto excelente e bem montado.
    Parabéns JJOTA.
    Ps: Len Wein não era um escritor grande coisa mas as suas criações mudaram muito a indústria de HQs. R.I.P.

    • JJota

      Como escritor, ele me lembra um pouco o Jamie Delano, que é um cara que tem muito boas ideias,mas que tem certa dificuldade de colocá-las no papel.

      Mas Wein era bem anos 70, também. Tá no nível daquela turma ali. E olha que você pode dizer que ele escreveu praticamente todos os títulos de grandes personagens: Batman, Homem-Aranha, X-Men, Novos Titãs, Liga da Justiça, Thor, Quarteto Fantástico…

      Mas, realmente, eu destaco muito mais o trabalho dele como editor.

  • Lein Wein foi relvante pra caralho na industria dos quadrinhos e mídias relacionadas. Mais um dos grandes que se vai.

    • Sir Jones Kast, Ph.D.

      Enquanto isso, Liefeld…

      • JJota

        E Snyders…

  • O_Comentarista

    O cara simplesmente esteve envolvido em projetos fodas!

    Q ele vá em paz…

%d blogueiros gostam disto: