barkerfeature

“Pois do céu é revelada a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça”. Romanos 1:18

Clive Barker é um nome bem conhecido entre os fãs de filmes/livros de terror. O cara é responsável por criar os Cenobitas, os seres demoníacos que ficaram mundialmente conhecidos pelo filme Hellraiser, fora que o escritor tem a “benção” do Stepehn King. O que muitos não sabem é que o Barker também é escritor de HQs, das quais eu pretendo falar aqui no site. E para começar com estilo, a primeira parte do post já vai falar de obra bem polemica !

STK618493

Coescrito pelo fanfarrão do Mark Millar, e desenhado por Haemi Jang, Próximo Testamento narra a volta de Deus para a terra. mas de uma forma bem peculiar. A trama começa com Julian Demond, um bilionário hipócrita, fazendo um “viagem espiritual”. No meio de sua jornada, Julian encontra um piramide com dois rostos entalhados . Como todo personagem burro de uma historia de terror, Demond se mete no que não deve e destrói a piramide, libertando ninguém mais e ninguém menos do que o próprio Deus em pessoa. Esqueça a imagem popular onde Deus é um velhinho barbudo que só anda de chinelos, na história ele é um ser todo colorido (UI) e sedento por sangue. Após uma conversa com Julian, o Todo Poderoso revela que seu nome verdadeiro é Wick, o pai das cores, e que graças aos seus dois irmãos, foi aprisionado por milênios, e que agora pretende trazer os bons  tempos do Velho Testamento de volta.

Wick, arte de Cliver Barker
Wick, arte de Cliver Barker

Enquanto isso, Tristan, filho de Julian, desconfia de que seu pai esteja escondendo algo, até que Julian volta para o Estados Unidos e apresenta Wick ao mundo. E é partir dai que começa um massacre que faria o Garth Ennis orgulhoso.

Barker e Millar criam uma atmosfera que te prende do começo ao fim. A serie tem algumas sacadas bem interessantes, entre elas Sodoma e Gomorra. Na HQ, Wick estava no meio da suruba, comendo quem tivesse buraco. Outra sacada curioso é sobre os irmãos de Wick. Pouco foi revelado sobre os dois, mas Wick relata que foram eles os responsáveis pelo Novo Testamento, que seria uma especie de “pedido de desculpa” celestial.

Embora o tema sobre religião esteja presente o tempo todo, não espere por uma critica inteligente ou por momentos de reflexão. A HQ só quer te deixar tenso do começo ao fim, sem nenhuma pretensão sobre mostrar uma nova visão sobre Deus e o mundo. Bom, pelo menos ate a edição #4. Vai que as coisas mudem ?

O ponto negativo fica a cargo do desenhista Haemi Jang. Sua arte é bem inspirada nos mangás, com uma boa noção de anatomia, mas algo me incomoda na arte dele.  Acho que a história ficaria mais assustadora se tivesse um desenhista com uma arte mais suja, talvez o  Leonardo Manco ou o Steve Pugh.

Clive-Barker's-Next-Testament-002-003

Enfim, não é uma HQ que eu recomendaria para todos, principalmente se a pessoa for extremamente religiosa ou tiver o estomago fraco, mas caso você esteja em busca de uma boa historia de terror e tenha a mente aberta, creio eu que essa historia irá te agradar.

  • pabloREM

    Eu não sabia que esse cara também escrevia HQs.

  • pabloREM

    Eu não sabia que esse cara também escrevia HQs.

  • ricardolbsda

    coescrito por marketeiro millar! vale a pena conferir

  • ricardolbsda

    coescrito por marketeiro millar! vale a pena conferir

  • Anonimo_Baiano

    Valeu pela recomendação Luc irei conferir.

  • Anonimo_Baiano

    Valeu pela recomendação Luc irei conferir.

  • Rodrigo Vendetta

    Tem uns livros do Clive Barker que botam os do Stephen King no chinelo.
    Livros de Sangue completo e de grátis: http://cabana-on.com/Ler/wp-content/uploads/2013/06/Clive-Barker-Os-Livros-de-Sangue-Vol.-%C3%9Anico.pdf

  • Rodrigo Vendetta

    Tem uns livros do Clive Barker que botam os do Stephen King no chinelo.
    Livros de Sangue completo e de grátis: http://cabana-on.com/Ler/wp-content/uploads/2013/06/Clive-Barker-Os-Livros-de-Sangue-Vol.-%C3%9Anico.pdf

  • Super_man

    Lerei.

  • $9217641

    Lerei.

  • Reverendo

    O cara é um mestre! Eu não conhecia essa HQ .. agora quero ler!

  • Reverendo

    O cara é um mestre! Eu não conhecia essa HQ .. agora quero ler!

  • Olha so, um estagiário fazendo alguma coisa que preste.

    procurarei essa HQ.

  • Olha so, um estagiário fazendo alguma coisa que preste.

    procurarei essa HQ.

  • Anubis_Necromancer

    Sempre que vejo algo assim.
    Me pergunto se era bem diferente do que ensinavam nas aulas de catecismo.
    Afinal, sabemos que nem todos são santos, e que já houveram casos que a coisa era bem pervertida (como no caso do Papa Borgia).

    Dai fica a dúvida, será que os conventos para madres e padres era só um lugar onde eles colocavam os homossexuais da época?

    • porra, teoria interessante.
      Não duvido dessa tua teoria, a igreja tem la seus segredos sinistros.

    • JJota

      O que acontecia nos conventos era apenas as conseqüências das decisóes econômicas tomadas pela Igreja Católica. Ao instituir o celibato e proibir que padres tivesses filhos, a Santa Madre Igreja agiu com interesses meramente patrimoniais. Este atentado a natureza – privar pessoas normais de convivência sexual, mesmo que saudável – acabou levando a estes verdadeiros antros de promiscuidade. Nem era que as pessoas realmente fossem homossexuais: como os antigos gregos e romanos, havia uma queda (que existe até hoje) por noviços, que de tão jovens tinham traços andróginos, lembrando muitas vezes fêmeas (você percebe bem este fascínio em O Nome da Rosa, o livro).

      Também foi praticamente uma senha para que as coisas apenas passassem a ser feitas por baixo dos panos. Isso, em vez de inibir, aumentou a putaria: protegidos de certa forma pelas regras, os membros da igreja se sentiam mais à vontade para praticar os mais indizíveis atos (como bacanais, por exemplo).

  • Anubis_Necromancer

    Sempre que vejo algo assim.
    Me pergunto se era bem diferente do que ensinavam nas aulas de catecismo.
    Afinal, sabemos que nem todos são santos, e que já houveram casos que a coisa era bem pervertida (como no caso do Papa Borgia).

    Dai fica a dúvida, será que os conventos para madres e padres era só um lugar onde eles colocavam os homossexuais da época?

    • porra, teoria interessante.
      Não duvido dessa tua teoria, a igreja tem la seus segredos sinistros.

    • JJota

      O que acontecia nos conventos era apenas as conseqüências das decisóes econômicas tomadas pela Igreja Católica. Ao instituir o celibato e proibir que padres tivesses filhos, a Santa Madre Igreja agiu com interesses meramente patrimoniais. Este atentado a natureza – privar pessoas normais de convivência sexual, mesmo que saudável – acabou levando a estes verdadeiros antros de promiscuidade. Nem era que as pessoas realmente fossem homossexuais: como os antigos gregos e romanos, havia uma queda (que existe até hoje) por noviços, que de tão jovens tinham traços andróginos, lembrando muitas vezes fêmeas (você percebe bem este fascínio em O Nome da Rosa, o livro).

      Também foi praticamente uma senha para que as coisas apenas passassem a ser feitas por baixo dos panos. Isso, em vez de inibir, aumentou a putaria: protegidos de certa forma pelas regras, os membros da igreja se sentiam mais à vontade para praticar os mais indizíveis atos (como bacanais, por exemplo).

  • Gosto de algumas coisas do Cliver Barker. Além do já citado Hellraiser (que terá novo filme lançado em breve) tem o Nightbreed (que no Brasil foi lançado em uma mini-serie em quadrinhos chamada “Raça Das Trevas” e logo depois teve um filme também) que eu considero fodádástico.

  • Gosto de algumas coisas do Cliver Barker. Além do já citado Hellraiser (que terá novo filme lançado em breve) tem o Nightbreed (que no Brasil foi lançado em uma mini-serie em quadrinhos chamada “Raça Das Trevas” e logo depois teve um filme também) que eu considero fodádástico.

  • O_Comentarista

    Interessante.

  • O_Comentarista

    Interessante.

  • A Mãe dos Leitores

    Se a pessoa é extremamente religiosa ela não lê nem a Turma do Penadinho, meu purê.

  • A Mãe dos Leitores

    Se a pessoa é extremamente religiosa ela não lê nem a Turma do Penadinho, meu purê.