Cosmos

94
110

header

A fantástica série está de volta, e você não pode perder.

Quando eu era apenas um pequeno capeta em forma de guri, inocente e até bonitinho (é, eu já fui essas coisas um dia…) confesso que tinha um gosto meio estranho para assistir TV: eu gostava de programas que não eram bem para minha idade, achava sem graça o que minha mãe botava para eu assistir; o que me chamava a atenção eram programas como um que passava na Globo e que consistia em um tiozinho falando sobre o universo e a Ciência que o rege. Eu adorava ver o programa daquele tiozinho, primeiro porque era muito bem feito e tinha um efeitos bacanas que ilustravam o texto, não era um blablabla maçante, longe disso. Segundo porque era bonito, falava de fatos históricos para enriquecer o conteúdo científico e tinha até uma pitada de humor, tudo de uma forma simples e acessível até a uma criança como eu era. E o principal: mostrando que a Ciência era algo belo.

Só não sabia eu na minha santa inocência que aquele ‘tiozinho’ era astrônomo, astrobiólogo, astrofísico, cosmólogo, escritor e (ufa!) divulgador científico, uma das mentes mais brilhantes do século XX.

01

Carl Sagan

O programa?

Cosmos

Sagan tinha uma meta com Cosmos: ele queria mostrar a todos que Ciência não é algo hermético acessível apenas a privilegiados, não, ciência não combina com maçonaria, pelo contrário. Ciência é TUDO. O nascer, o crescer, o morrer, tudo que nos cerca, inclusive nós mesmos, então é plausível e necessário que a Ciência estivesse ao alcance de todos e fosse do conhecimento de todos. Cosmos foi a principal resposta de Sagan a essa necessidade.

02

Foram 3 anos de série dividida em 13 episódios (que ele chamava de “espaçonave da imaginação”), filmada em 12 países diferentes, abordando desde os segredos de Marte até viagens no tempo. E um dia assistindo a série eu descobri que, a exceção do Hidrogênio e do Hélio, todos os outros elementos são produto das reações nucleares que ocorrem dentro de Estrelas como o Sol. Ou seja, você e tudo que está ao seu redor, somos todos filhos das Estrelas, somos poeira de Estrelas e um dia nossos átomos podem estar no núcleo de uma nova Estrela em formação.

Isso é lindo.

Infelizmente Sagan morreu em 1996, mas sua obra permanece inspirando novas gerações, tanto que Cosmos “renasceu”.

Com a supervisão da viúva de Sagan – Ann Druyan – e apresentação de Neil deGrasse Tyson (um dos maiores cientistas da atualidade, Mestre e Doutor em Astrofísica e Diretor do Planetário Hayden), o novo Cosmos volta em uma série da Nat Geo. Todo conhecimento apresentado pela série original com as revisões dadas pelos avanços científicos surgidos desde a época da primeira, mais os recursos da tecnologia de hoje.

03

Claro que estamos falando de Ciência, então não se trata de “corrigir erros” da série original, mas de enriquecê-la com o conhecimento acumulado desde então. Como na questão da expansão do Universo, a qual na década de 80 se acreditava que o efeito da gravidade serviria de ‘freio’ à sua expansão, teoria que caiu por terra porque hoje sabemos que o Universo não está só expandindo como sua expansão tem se acelerado.

Não bastando ser por si só imperdível a série ainda conta com uma parte técnica de peso, tendo gente como Ann Druyan, viúva de Sagan e uma das idealizadores do projeto original; Alan Silvestri na trilha sonora (o cara fez as trilhas de Forrest Gump, O Segredo do Abismo, De Volta para o Futuro e Contato); Brannon Braga na direção e produção executiva (fez 24 Horas e vários episódios da franquia Star Trek); e Seth McFarlane. Sim, ele mesmo, o criador de Family Guy é o ‘pica grossa’ da parada, o cara que buscou recursos junto a FOX para financiar a série e é seu produtor.

O novo Cosmos já estreou nos EUA com uma introdução feita por ninguém menos que Barack Obama e estreia HOJE no Brasil, no canal NatGeo, as 22:30.

04

Faça um favor a si mesmo e assista.

Pra terminar um video com um texto de Sagan falando sobre um pálido ponto azul que flutua no espaço e narração do Guilherme Briggs, e TODOS os episódios de Cosmos original dublado em playlist.

Enjoy.

)

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1