Uma Batwoman que virou Aquawoman com muito preparo. Quer história melhor que essa?

Pois bem enxutos e enxutas. Esse redator que vos fala esqueceu de uma das histórias dessa “maravilhosa” saga e, assim como o Rubinho, descrevo-a com atraso.

A história de Dan Abnett mostra Bryce Wayne, a versão feminina do Bruce, afogando uma cidade inteira na Terra 0. Aquaman e Mera aparecem para combate-la, enquanto Bat-aquawoman conta sua história. Na Terra 11 do multiverso sombrio, a versão feminina do Batman entra em conflito com os atlantes de lá, principalmente contra a versão feminina do Aquaman de lá. Após a Bryce matar a Aquawoman de lá, os Atlantes afogaram a Gotham City de lá. Bryce, então, adaptou todo seu corpo com alto cirurgia, acrescentando poderes também (?).

Recomendação do Sorg

Com isso, ela ganhou a guerra contra os Atlantes e, adivinhem, afagou todo o mundo (hahaha). Ela fez o que os Atlantes queriam. Enfim, após afogar tudo e todos, aparece para ela o Bat-coringa, explicando sobre o multiverso Sombrio e o multiverso normal. Vendo suas outras versões desse mesmo multiverso distorcido, Bryce aceita invadir a Terra 0.

Na terra 0, o quebra pau acaba com a Mera sendo infectada pela água negra (??) e o Aquaman sendo salvo pelo Senhor Destino, como ele anda fazendo com quase todos os heróis atacados. A história acaba com Bat-aquawoman prometendo afogar tudo.

Os desenhos de Philip Tan são bons. Um pouco sujos, mas para história, combinou muito bem.

E mais uma tie in do Dark Night – Metal. Bora ver o Bat-Coringa,o Batman que ri? Na próxima resenha, tem!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1