Segundo o diretor do filme, que recentemente comentou o trailer na Empíre e revelou mais detalhes sobre a adaptação.

Olá, Enxutos que agora são fãs do Deadpool desde criança e que acham Liefeld maior que Stan Lee.

Tim Miller, o diretor de Deadpool, comentou no site da revista Empire os principais momentos do espetacular trailer do filme:

Ele falou sobre a quebra da quarta parede, os personagens, as piadas com o filme do Lanterna Verde, mudanças no roteiro e da possível presença de Cable em Deadpool 2. Confira os melhores momentos:

image

Com grandes poderes, vem grandes irresponsabilidades.

“A questão de ser um super-herói é uma grande questão para os fãs do Deadpool e para nós também. Deadpool não é um super-herói. Ele não quer ser um super-herói. Ele não gosta de super-heróis. Então, toda a ideia dele potencialmente se tornar um super-herói é tratada com desdém. Nós gravamos uma narração nesta manhã onde Wade diz ‘Mesmo se você tiver câncer, tiver acabado de matar um homem no México e estiver à beira da morte, se alguém te oferecer a chance de se tornar um super-herói, a resposta deve ser não…’.”

NEVER MORE, RIGHT?
NEVER MORE, RIGHT?

Só não vale um uniforme verde ou animado.

“Isso rendeu uma boa risada na Comic-Con. Na maior parte do tempo, nós tentamos nos manter atentos à regra de que Wade Wilson não pode quebrar a quarta parede. Ele não sabe que está em um filme. O Deadpool sabe. Ele apenas quebra a quarta parede quando ele é o Deadpool. Então, ficamos por um triz de quebrar nossa própria regra aqui, porque ele ainda é Wade neste ponto [do filme e do trailer]. Nós filmamos outras piadas relacionadas ao Lanterna Verde, mas não sei quantas irão permanecer no corte final. Ryan definitivamente tem problemas com o Lanterna Verde que ele precisa tratar. Nós tivemos quase um minuto de diálogo entre ele e o Colossus onde ele diz coisas como ‘Aí um cara chega com uma maleta com um milhão de dólares e diz Nós queremos que você interprete um super-herói, mas não há roteiro ainda e a data de lançamento é inviável…’. Ele vai fundo nessa coisa de ser anti-Lanterna Verde, mas eu não sei se tudo isso será mostrado, porque provavelmente menos da metade das pessoas nos cinemas vão entender essas piadas. Você não pode apenas jogar para os fãs de quadrinhos. Ele [Deadpool] fala um monte de merda o tempo inteiro e se você não entende todas as piadas, tudo bem. Mas não podemos deixar todo mundo para trás o tempo inteiro. Qualquer piada que precise ser checada na internet depois da sessão não é algo que eu sou a favor. Mas essa cena estará nos extras do DVD, com certeza.”

É ASSIM QUE SE ADAPTA UM VISUAL, BRYAN SINGER!
É ASSIM QUE SE ADAPTA UM VISUAL, BRYAN SINGER!

Finalmente um Colossus de verdade!

“Nós nunca seríamos capazes de manter o Colossus como um segredo. Ele estava no roteiro que vazou. Eu achava, até o momento em que nós estávamos lá gravando, que em algum ponto a Fox iria dizer ‘Ei, espera aí um momento. Nós não podemos colocar o Colossus, que pertence à nossa querida franquia X-Men em um filme que foi feito por diversão’. Mas eles deixaram. Não foi só isso, eles também me deixaram mudar o visual dele. Como um fanboy eu sempre pensei ‘Aquele cara com aquela pele brilhante não é o Colossus, c*ralho’. Ele deveria ser um cara monstruoso e a Fox me deixou fazê-lo com 2,28 metros de altura. Eu convidei o Daniel Cudmore [ator que interpretou o Colossus em X-Men 2, X-Men – O Confronto Final e X-Men: Dias de um Futuro Esquecido] para participar do filme, mesmo avisando que ele seria inteiramente apresentado em computação gráfica. Ele foi bastante gentil sobre isso. Ele me disse ‘Eu agradeço a sua oferta, mas não’.”

image

Negasonic Teenage Warhead.

“No roteiro original, a ação no terceiro ato do filme era ótima, mas era apenas Deadpool e um monte de armas. Uma das minhas anotações foi que eu queria ver mais coisas de super-heróis. Nós tínhamos a intenção de usar o Garrison Kane [mutante das HQs da Marvel] por muito tempo, mas na fase final de cortes de orçamento nós tivemos de abrir mão dele porque ele era um cara muito caro. Ele tinha esses braços biônicos que podiam mudar de forma. Ele teria demandado muitos efeitos especiais […] Eu procurei uma lista de personagens da Marvel e escolhi alguns outros que eu pensei que pudessem ser visualmente espetaculares e divertidos. No final da lista estava a Negasonic (Brianna Hildebrand), cujo nome eu achava louco e engraçado. Eu enviei essa lista para os roteiristas Rhett (Reese) e Paul (Wernick) e eles ficaram ‘Oh, meu Deus! Nós temos que usá-la!’. Então foi assim que ela entrou para o filme.”

image

Wade Wilson, a “beleza interior” do Deadpool.

“Essa cena eu já mencionei, quando Wade descobre que Ajax vai passar cinco anos na cadeia. Nós fizemos essa decisão de usar apenas a maquiagem [e não efeitos especiais]. Houve certa discussão sobre o quão horrível nós poderíamos fazer o personagem. Eu bati o pé para que ele fosse “horrível pra c*ralho”, caso contrário, ninguém o perdoaria por ser tão babaca e estar tão irritado. Se fossem apenas algumas cicatrizes, nós não teríamos nenhuma simpatia por ele. Ainda assim, nós não queríamos fazer um zumbi, o que acontece em alguns dos quadrinhos. Eu gosto de autenticidade, mas você não pode ter um personagem principal que está pingando pus. Você não quer ver dentro da boca dele enquanto ele mastiga, isso é demais. Eu acho que ele parece adequadamente hediondo. E esta não é sua única maquiagem. Quando nós o vemos pela primeira vez na oficina ele está bastante esfolado.”

image

Um tiro para três cabeças.

“Nós apenas queríamos mostrar que o Deadpool tem a mistura perfeita de habilidades atléticas e pontaria. Ele tem reflexos como os do Mercenário [vilão do Demolidor no universo Marvel], especialmente com armas e katanas. Este é o final de uma sequência, quando ele termina com uma bala apenas e ainda tem três caras para matar, então ele espera pelo momento perfeito para fazer seu movimento super maneiro e derrubar os três com apenas um tiro. Era um grande momento do roteiro e deu tudo certo. Todos pensaram que isso seria terrivelmente sangrento, mas acho que não é tão mal assim.”

image

Cenas deletadas do trailer da Comic-Con.

“O trailer da Comic-Con foi um pouco mais longo. Essa versão tinha de ser mais curta, por algum motivo, então as coisas que ficaram de fora foram algumas piadas mais restritas, que não funcionariam bem para o público em geral. Stan Lee estava no trailer da Comic Con e tinha uma cena com Rob Liefeld, criador do Deadpool. Esses momentos estavam lá para os fãs da Comic-Con. Deu muito certo na Comic-Con. Todos os que estavam lá estavam preparados para gostar desse filme. Isso não me deu muita dor de cabeça. ‘P*rra, agora a gente realmente tem que entregar algo para o público’ [pensou o diretor depois da Comic-Con]. Nós estávamos fora do radar antes disso. Isso passou agora.”

SERÁ QUE A HUMANIDADE ESTÁ PREPARADA PARA ISSO?
SERÁ QUE A HUMANIDADE ESTÁ PREPARADA PARA ISSO?

Ele também afirmou que pensou em incluir o mutante Míssil em Deadpool, mas desistiu do personagem por considerá-lo um “caipira estúpido”. Em seguida, ele afirmou que gostaria de incluir o personagem Cable, líder da primeira equipe da X-Force:

“Se nós não colocarmos o Cable em Deadpool 2, acho que seremos mortos”.

O elenco do longa também conta com Morena Baccarin (Copycat), Andre Tricoteux (Colossus), Briana Hildebrand (Negasonic Teenage Warhead), Ed Skrein (Ajax), Gina Carano (Angel Dust), T.J. Miller (Weasel) e Jed Rees (O Recrutador).

O filme de Deadpool chegará aos cinemas em 11 de fevereiro de 2016. Tim Miller dirige com base no roteiro de Rhett Reese e Paul Wernick (dupla de Zumbilândia).

image

Impressionante, a paixão pelo filme e o nível de conhecimento do diretor sobre o personagem! Principalmente sobre o que ele fez com o Colossus, tão negligenciado na franquia dos X-Men pelo Bryan Singer. Só por isso, já o quero dirigindo os próximos filmes dos mutantes, após “X-Men: Ivan Ooze”.

Só achei a presença do Stan Lee desnecessária neste filme. A não ser que a participação dele envolva o vovô Stan pedindo um autógrafo e declarando ser o maior fã do trabalho do Mestre Liefeld, que obviamente não poderia faltar num filme do Deadpool!

Quanto ao Cable na continuação, isso significa que todas as demais “grandes” criações do Liefeld poderão um dia também ir para o cinema, caso o filme do Deadpool seja realmente o sucesso que promete ser. Você está preparado para um filme de Youngblood?

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1