Errr... personagem errado...
Errr… personagem errado…

Porque as empresas contratam seus funcionários na vã esperança que, na segunda de manhã, eles estejam trabalhando e não jogando conversa fiada fora por e-mail…

S(org): Super?

K(al): que?

S: tá lendo Sweeth Tooth?

K: Sim. O primeiro arco é o mais fraco, mas a medida que avança a história melhora. Não gosto muito do lance dele ter sonhos premonitórios e da explicação sobrenatural do “apocalipse animal” no que, a princípio, era uma ficção científica. Mas isso é gosto pessoal. O Lemire pelo menos explica as coisas de maneira interessante e fora do lugar comum. Só falta um encadernado para encerrar a história, que vai até a edição 40.

Recomendação do Sorg

S: Concordo sobre o primeiro encadernado. O mais nhezinho de todos mas ainda assim achei interessante. Tô na metade do 4º e achei incrível a melhora considerável que vai acontecendo na série. Impressionante como ele abusa de uma série de clichês mas consegue fazer uma narrativa muito interessante, fluída e dinâmica, sem aquela lenga lenga típica do The Walking Dead .

K: A escolha de encerrar a série no número 40 foi do próprio Lemire. Ele declarou que podia enrolar a série por mas alguns números mas achou melhor não: “Eu poderia ter esticado um pouco mais, colocado mais alguns obstáculos no caminho até o Alasca para aumentar a jornada, e a série, mas eu sentia que já era hora”. Lemire é herói.

S: Sim, acho foda isso. Jason Aaron fez o mesmo com Escalpo. E virei putinha do Lemire. Comecei a baixar ler o arqueiro dele.

K: Faz bem, porque ler Exterminador e Aves de Rapina ninguém merece. Se a Panini não tomar cuidado a HQ do Arqueiro Verde terá o mesmo fim que a do Flash.

S: Cara, eu juro que pensei em comprar mas eu olhei aquele mix horroroso e larguei. E aposto minhas fichas que aquela revista não dura um ano. Aliás, a Panini gosta de atirar no próprio pé com esses malditors mixes ruins. Começaram razoavelmente bem com Thor / Homem de Ferro e, na terceira edição, socaram aquela merda de Jovens Vingadores. E em Avante Vingadores, na 3º edição ele colocaram 2 histórias do fétido Avengers Arena e 1 do carro chefe da revista, o Fabuloso Vingadores. Cara, quem entende ou toma essas decisões?

K: Talvez tenha uma sobrevida se a Panini melhorar o mix, porém vendo o que está sendo publicado na gringa não tem nada que valha a pena. A maioria das HQs que a DC tem publicado, que não seja ligada ao Lanterna Verde ou ao Batman, estão sendo canceladas. Chuto que essa HQ será substituída por uma mensal do Superman e Batman, que deve abrigar também Superman e Mulher Maravilha. A HQ do Constantine, aquela bosta, provavelmente abrigará  a HQ da Pandora e a HQ do Vingador Fantasma. 

Os editores da Panini tentam maximizar as vendas. Os próprios no último podcast do Terra Zero falaram que a primeira coisa se a pensar é nas vendas, foram honestos quanto a isso. Eles estão fazendo o que faziam anos atrás: colocam um título que puxe as vendas e o resto é, bom, resto!

S: Comprei a 1 do Constantine e li no ônibus. Quase joguei pela janela… E eu continuo achando tiro no pé porque o público consumidor do produto deles não é bobo e, com o advento (ui) dos scans, eles acabam perdendo vendas com esses mixes ruins. 

K: Eu não sei como é o contrato da Panini com a DC, mas parece que eles são obrigados a publicar muita coisa. Eu penso assim para explicar tanto lixo. Pra quê publicar encadernado dos Devastadores? Um lixo sem tamanho escrito pelo Howard Mackie. Pra quê fazer encadernados do Monstro do Pântano e Homem Animal se podem publicar na HQ do Arqueiro Verde no lugar de Aves de Rapina e Exterminador, por exemplo? Já no caso da Marvel, Sorg, tem gente que adora Jovens Vingadores.

S: velho, vou fazer um poste nas coxas aqui. Tem como me passar alguma coisa minimamente interessante pra postar?

K: Publica essa conversa.

S: Vagabundagem over 9000.

Então enxutos, Sweeth Tooth é mais uma obra que aborda um futuro pós apocalíptico. A humanidade dizimada por uma praga desconhecida, ninguém sabe a causa, etc. O que Jeff Lemire faz de diferente é inserir a ideia das crianças híbridas de animais que nasceram após o ocorrido. E, mesmo abusando de uma série de clichês, Lemire consegue uma obra ímpar, num misto muito bem balanceado de drama, ação e terror.

Sobre a Panini, eu reforço: aparte as merdas que eles são obrigados a publicar por causa de contrato (creio eu), as escolhas dos mixes são muito ruins. Fiquei surpreso com a coerência da maioria dessa leva da Nova Marvel mas ainda assim, algumas escolhas são bizarras.

.

.

.

K: Sorg, confesso que não entendi o chiste com a imagem daquele palhaço estilo Motoqueiro Fantasma…

S: o nome dele é Sweeth Tooth… é de um jogo. É, eu sei. Ficou uma merda mas não pensei em algo melhor pra colocar de header e fiz aqui no trabalho fazendo outras 30041 coisas.

K: Ah tá.

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1