Olá enxutos ranzinzas! Depois de ganhar a promoção, resolvi (depois de uma dica do Ckreed) fazer uma resenha dessa budega. E aí vamos nós:

Homem de Ferro extremis é originalmente um arco de seis partes escrito por Warren”maconheiro tecnológico”Ellis e Adi”desenhos fodas”Granov. A história mostra Tony cachaça as avessas com um novo inimigo (Mallen) e a assombrosa nova tecnologia Extremis.

Homem de ferro como uma dééeéusaaa

No início da hq vemos que a  tecnologia foi roubado pelo tal Mallen e uma das responsáveis por esse projeto é uma velha amiga de Tony (e um puta retcon ), a doutora Maya Hansen. A dita cuja resolve procurar a ajuda de Tony e aí começa a aventura: Tony vai atrás de Mallen e leva uma surra. Quase batendo as botas, Tony tem uma atitude desesperada e injeta o Extremis em si mesmo. Nesse meio tempo, a hq tem flashbacks que atualizam a origem do Homem de Ferro (e dizem que a Marvel não faz reboot…) mudando do Vietnã comunista para o Afeganistão terrorista. Também tem uma parte interessante onde o conservador Mallen discute com  uma garota sobre os EUA (entra até KKK no meio).

Segue o baile: depois de quase morrer, Tony consegue usar a tecnologia extremis e começa a  caçar o endemoniado Mallen. Depois de achá-lo, trocar um lero e uns sopapos, Stark mata o encapetado (deve ser parente do Hell Inferno) e vai atrás da Dra. Maya que numa revelação nada bombástica (Ellis parece que não sabe terminar suas histórias) se mostra a verdadeira mentora por trás do plano de roubar o extremis e a hq termina com Tony dizendo que quer ser (e fazer ) o melhor sempre (e o féladaputa me inventa de registrar seus amigos).

Pra não dizer que só falei de flores: a hq tem bons momentos mas fica uma coisa chata quando a gente pensa que o maconheiro do Warren Ellis meteu uns três retcons na história, tirou um personagem do ânus do Dadá só pra matar ele no final e dá uma desculpa pro Homem de Ferro se ferrar e se injetar o Extremis. Nos desenhos, Granov destrói. O roteiro é tão meia-boca (pros padrões do Ellis) que os desenhos se sobrepõe à história de uma maneira colossal (falei bonito hein ?); tem  certas partes do encadernado que você não liga mais pro roteiro e se concentra só na arte. Aliás, tem várias partes da hq que não servem pra nada além de mostrar o quando o Tony é um bucha e só fica andando com uma cara de bunda toda hora.Ah, também tem a minha teoria conspiratória: esse arco e o extremis, para mim,  foram encomendados pela Marvel para:

  • Atualizar a origem do Homem de Lata nas hqs e servir de inspiração pro filme e,
  • Essa tecnologia extremis foi tirada do ânus do Dadá para caso do bucha não conseguisse sucesso nos filmes, só sendo gênio, playboy, milionário e filantropo, seria um jeito de deixar o personagem mais badass numa continuação, visto que, depois do sucesso dos filmes, o Tony deixou ser o Big Brother e voltou a ser o bom e velho homem de lata; não chegou a injetar em si mesmo o vírus em HdF3. Então Quesada e a Marvel pediram uma hq caça-níquel e marota, Ellis ligou o modo foda-se e, comparado ás outras vezes em que ele faz hqs nesse modo, o resultado foi muito bom. Nos extras, a maior parte é dedicada a Adi Granov, seus processos de desenho e seu estilo. Também tem todo o roteiro original (que eu não li tudo). No final não daria 60 dilmas nisso de jeito nenhum (ainda bem que eu ganhei) e daria um 10 pro encadernado, 5 pro roteiro e um 8 pros rabiscos de Adi Granov, totalizando um 6 bem dado (ui). Ah, se por acaso vocês tiverem interessados em trocar alguma hq comigo…

Querem publicar alguma coisa aqui? obailedosenxutos@gmail.com

  • “Ah, se por acaso vocês tiverem interessados em trocar alguma hq comigo…”

    Mas que filho da puta! BWAHAHA!

  • Barragem da Samarco

    “Ah, se por acaso vocês tiverem interessados em trocar alguma hq comigo…”

    Mas que filho da puta! BWAHAHA!

  • Matheus Wesley

    Agora que eu vi que publicaram a resenha !

  • Matheus Wesley

    Agora que eu vi que publicaram a resenha !

  • Renan

    Gostei da resenha e tive as mesmas impressões após a leitura dessa HQ. Não sou fã do Homem de Ferro, mas a arte do Adi Granov compensa. Eu comprei a versão de pobre dessa edição, então achei o preço justo.

  • Canoa Furada

    Gostei da resenha e tive as mesmas impressões após a leitura dessa HQ. Não sou fã do Homem de Ferro, mas a arte do Adi Granov compensa. Eu comprei a versão de pobre dessa edição, então achei o preço justo.

  • O pão do céu

    Boa resenha, pena que não li a mini ainda.

  • O pão do céu

    Boa resenha, pena que não li a mini ainda.

  • Caio Egon

    Cara tu viajasse MUITO no ultimo paragrafo
    primeiro que a HQ é quase 3 anos ANTES do primeiro filme do ferroso, creio que quando ela foi feita sequer havia pensado em lançar o filme com o personagem
    segundo o Tony Pinga só ficou com a personalidade do Downey Jr nas HQs junto da entrada do Matt Fraction
    terceiro o Warren Ellis adora viajar na ficção cientifica(basta ver authority ou planetary) a ideia era tornar o latinha SUPERIOR, que como o proprio diz na HQ não conseguia deixar a armadura com maior poder de fogo sem custar a velocidade e vice-versa, então o tornou um tecnopata

    • Jack Redcap

      A personalidade do Stark do Downey Jr. é praticamente igual ao da linha Ultimate. Como eu não acompanhava o Homem de Ferro 616, quando saiu o filme achei perfeita a caracterização do personagem.

      • Renan

        É bem por aí mesmo. A versão Ultimate do Ferroso ficou bem representada nas telas, mas muita gente não conhece e acha que foi o Donwey Jr. que influenciou a versão 616.

    • Matheus Wesley

      Três anos ates dos filmes : A marvel provavelmente devia estar preparando terreno …

  • Caio Egon

    Cara tu viajasse MUITO no ultimo paragrafo
    primeiro que a HQ é quase 3 anos ANTES do primeiro filme do ferroso, creio que quando ela foi feita sequer havia pensado em lançar o filme com o personagem
    segundo o Tony Pinga só ficou com a personalidade do Downey Jr nas HQs junto da entrada do Matt Fraction
    terceiro o Warren Ellis adora viajar na ficção cientifica(basta ver authority ou planetary) a ideia era tornar o latinha SUPERIOR, que como o proprio diz na HQ não conseguia deixar a armadura com maior poder de fogo sem custar a velocidade e vice-versa, então o tornou um tecnopata

    • Jack Redcap

      A personalidade do Stark do Downey Jr. é praticamente igual ao da linha Ultimate. Como eu não acompanhava o Homem de Ferro 616, quando saiu o filme achei perfeita a caracterização do personagem.

      • Canoa Furada

        É bem por aí mesmo. A versão Ultimate do Ferroso ficou bem representada nas telas, mas muita gente não conhece e acha que foi o Donwey Jr. que influenciou a versão 616.

    • Matheus Wesley

      Três anos ates dos filmes : A marvel provavelmente devia estar preparando terreno …

  • Caio Egon

    ” atualizam a origem do Homem de Ferro (e dizem que a Marvel não faz reboot…) mudando do Vietnã comunista para o Afeganistão terrorista”

    cara na origem original ele foi sequestrado por espiões chineses comunistas(pelo Mandarim alias), nos anos 70 mudaram pro vietnam por causa do vacuo de tempo real e agora mudaram pro afeganistão.

  • Caio Egon

    ” atualizam a origem do Homem de Ferro (e dizem que a Marvel não faz reboot…) mudando do Vietnã comunista para o Afeganistão terrorista”

    cara na origem original ele foi sequestrado por espiões chineses comunistas(pelo Mandarim alias), nos anos 70 mudaram pro vietnam por causa do vacuo de tempo real e agora mudaram pro afeganistão.

  • Renver

    Vou comprar quanso sair pela Salvat.

  • Renver

    Vou comprar quanso sair pela Salvat.