Veja também o bonequinho do Coringuimê, pela Hot Toys, e como criar seu avatar do Esquadrão Suicida.

Olá, Enxutos, que também curtem uns brinquedos muito loucos!

O filme do Esquadrão Suicida chega aos cinemas em 4 de agosto e, em entrevista à EW, Jared Leto disse que interpretar o Coringa foi como “entrar em terreno sagrado”, muito por conta de seus antecessores: Cesar Romero, Jack Nicholson e Heath Ledger, que também tiveram atuações icônicas com o papel:

“(Interpretar o Coringa) é como entrar em terreno sagrado, e (o papel) merece o melhor que se pode fazer. É algo que toma sua vida, e precisava fazer isso por mim mesmo”, afirmou o ator, justificando as maluquices que fez com seus companheiros de elenco no set do filme.

Segundo Leto, ele precisava de uma forma de interagir com o elenco e a equipe do filme pelos olhos do Coringa. Assim, a carcaça de um porco foi despejada por um grupo de capangas sobre uma mesa, enquanto o resto do elenco ensaiava; Margot Robbie, a Arlequina, recebeu uma carta de amor e uma caixa preta com um rato vivo dentro; Cara Delevingne, a Magia, recebeu amostras de sangue, brinquedos eróticos, camisinhas, dentes e cérebros de galinha; Will Smith, o Pistoleiro, recebeu uma carta e uma caixa com munição; outros membros do elenco também receberam cartinhas e presentes inapropriados, como esferas anais. O ator justificou as brincadeiras:

“Fiz muitas coisas para criar uma dinâmica, um elemento de surpresa, de espontaneidade e realmente quebrar quaisquer tipos de paredes que pudessem existir. O Coringa é alguém que realmente não respeita coisas como espaço pessoal ou limites.”

Além de permanecer no personagem para experienciar a vida como Coringa, Jared Leto fez sua pesquisa para o papel com psicólogos que lidaram com psicopatas e pessoas que cometeram crimes horríveis:

“Passei algum tempo com essas pessoas mesmo, que ficaram internadas em instituições por um longo tempo. Acho que, quando você pega um papel, qualquer um, você se torna parte detetive, parte escritor, e, para mim, essa é uma das melhores partes do processo, a descoberta e a construção de um personagem.”

Mas, no fim das contas, ele confiou no próprio instinto. “Você nunca sabe o que o Coringa vai fazer. É intoxicante não ter regras”, descreveu.

E a Hot Toys divulgou as imagens do novo colecionável de Esquadrão Suicida, baseado no Coringa de Jared Leto. O produto tem escala de 1/6 e será lançado oficialmente na Toy Fair deste ano:

Mas se você não tiver grana para comprar essa obra de arte, coisa que poucos tem, de consolação existe uma ferramenta que permite aos usuários criarem avatares de caveiras personalizadas do Esquadrão Suicida, para as redes sociais, no endereço: squadyourself.suicidesquad.com.

Apesar de achar desnecesssárias e até bobas, as tatuagens auto-referentes nesse Coringa, entendo que a aparência dele segue a identidade visual dos demais personagens do filme como um todo. Achei interessante a atuação do Leto em Clube de Compras Dallas, onde ele faz um travesti soropositivo, e impressiona como ele se doa a um personagem, a ponto de emagrecer a níveis assustadores. Pelo visto ele está se dedicando igualmente ao Coringa e estou curioso para ver se ele superará o Heath Ledger, que é para mim o melhor Coringa, mas só não pode morrer também.

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1