1383659_526221904132637_1312667990_n

Pois bem, jovos e jovas, amantes da porradaria arte, moleque, de várzea, finalmente o mestre supremo na arte de enfiar joelhadas na pleura da bandidagem está de volta as telas! Sim! TONY JAA ESTÁ DE VOLTA!!! GLORIFICA DE PÉ, IGREJA!!! Maaaaas…nem tudo são flores…

Tony Jaa, pra quem ainda não conhece (HEREGE), foi o responsável por levar as atenções do mundo para o cinema de porradaria louca e alucinada da Tailândia, país simpático, cheio de elefantes e dublês descartáveis, com o phoderoso filme Ong Bak-Guerreiro Sagrado, de 2003. O estilo brutal do muay thai mesclado as incríveis habilidades acrobáticas de Tony Jaa, trouxeram um novo folego ao cinema de artes marciais que já estava saturado do arame-fu que varreu as telas ocidentais graças a Matrix. Sem o uso de cabos, Tony Jaa deixou todo mundo de boca aberta quando mostrou que só perdia no quesito “salto” para os ladrões de galinha do sitio da minha querida vó Alice. E isso se repetiu no fabulosamente ultramegamodáfocka O Protetor, de 2005 , um dos meus filmes de porrada favoritos! A cena final, onde Jaa entra em modo Berserk, você assiste trincando os dentes e lamentando pelos dublês…mas aí você lembra que eles são descartáveis e fica tudo bem!

Depois disso se seguiram Ong Bak 2 e 3 e pequenas participações na comédia de ação O Guarda Costas 1 e 2, estrelados pelo seu amigo Petchtai Wongkamlao (diga isso com a boca cheia de cream cacker mastigada perto da sua mãe pra ver o truque da chinela que voa…) e então Tonynho foi passar uma temporada em um monastério, dando um tempo nos filmes. Não sei bem por que, mas parece ser um ritual comum na Tailândia…

Recomendação do Sorg

O fato é que isso só fez aumentar a ansiedade dos fãs em relação a sua volta triunfal. E em 2014, eis que o tão aguardado retorno acontece! O Protetor 2  é finalmente lançado, e em 3D! E eis que o Baile dos Enxutos, o blog mais monetariamente bem sucedido da blogosfera de toda via láctea, me enviou para assistir o filme em primeiríssima mão na própria Tailândia. Infelizmente o jegue morreu de fome na volta e por isso esse post só está saindo agora…

Você me interrompeu pra isso

A história básica , como sempre, não quer dizer porra nenhuma em um filme de porradaria massavéistica, principalmente em se tratado de um filme do Tony Jaa! Mas pra você contar pros seu amiguinhos, lá vai: Mais uma vez o elefante do retardado do Kham (Tony Jaa) é sequestrado Só que dessa vez quem está por trás da porra toda é um gangstaniggamotherfucker chamado LC, que quer atrair Kham e torna-lo o numero 1 entre seus lutadores pessoais (sim, ele ENUMERA os lutadores) e ainda usa-lo como bode expiatório no assassinato de uma figura politica cujo a morte irá beneficiar LC. Agora, caçado pela policia, pelo seu velho amigo o detetive Mark ( Petchtai Wongkamlao ) e por uma dupla de gêmeas porradeiras, Kham terá que correr contra o tempo para evitar que seu elefante vire farinha de rosca.

“Mas que enrolada do caralho, titio Hellbolha! Afinal, essa porra de filme presta ou não presta, porra!?”, você pergunta, entediado mancebo! E eu lhes digo com tremendo pesar: Não tanto quanto eu esperava.

O maior problema deste filme está exatamente no uso de um dos recursos mais dispensáveis do cinema atual: o 3D!  Para realizar alguns desses efeitos boa parte do filme foi rodado em estúdios rodeados de chroma key e com o uso de cabos para auxiliar em alguns momentos massavéio. Mas a graça dos filmes do Tony Jaa está exatamente no NÃO USO DE CABOS, CACETA!!! POR QUE DIABOS ALGUÉM ACHOU QUE SERIA LEGAL PENDURAR TONY JAA FEITO UMA PEÇA DE LINGUIÇA TOSCANA E BALANÇA-LO POR AÍ???

No inicio do filme, por exemplo, temos uma longa perseguição de lambretas e mobiletes (sim…só motos de 50 cilindradas pra baixo) e ela é detentora de alguns dos momentos mais incômodos do filme inteiro. Toda a beleza, plasticidade e porraloquice da cena de perseguição da gangue dos esporte X-Treme do primeiro filme vai pra vala nesse segundo, culminando com uma explosão feita digitalmente que faz parecer o velociraptor daquela novela da Record coisa do Spielberg!

30215127-01_big
Perseguição alucinante a mais de 12 KM por hora! Isso em 3D deve ser um show…
...mas não tanto quanto essa fantástica explosão produzida com o repetaculê software "Dadágitalizando"!
…mas não tanto quanto essa fantástica explosão produzida com o repetaculê software “Dadágitalizando”!

Outro ponto negativo sãos as poucas cenas de porradaria ruts. O filme se arrasta com poucas trocas de tapas até chegar aos 40 minutos, onde temos uma fagulha de esperança com a aparição do silencioso e brutal lutador conhecido como Nº 02, interpretado por Marrese Crump (quem?). Aí os cabos e firulagens 3D são deixados de lado e dão lugar a porradaria “na vera” que tanto amamos. Pena que a luta dure pouco…mas ela se repetirá mais adiante. Daí por diante temos mais  uns 20 minutos de marasmo num clima “Jason Bourne tomou sonífero”, até que chegamos a uma hora de filme e temos, finalmente, o bom e velho Tony Jaa de volta! Mas quando tudo parecia correr bem…10 minutos depois as frescuragens digitais tomam conta do coreto de novo! Tony Jaa luta contra 3 caras numa sala tomada por chamas digitais sebosas nas 4 paredes numa cena que nos evoca uma pergunta do fundo do baço: Por que?

Fogo digital. Eca,cocô...
Fogo digital. Eca,cocô…

Depois disso temos a volta do Nº02 e a luta que todos esperavam! Finalmente! Porradaria sem frescuragens entre duas feras na arte de trocar tapas! Nada…eu dissa NADA…poderia estragar essa cena! Mas o destino me prova, mais uma vez, que tudo pode piorar…

A luta transcorre fodamente até que ambos caem no nível inferior do local , perto de trilhos de metrô eletrificados. Kham resolve molhar os sapatos (que mostram que os tênis All Star e as baratas serão os únicos sobreviventes em caso de cataclismo nuclear, já que essas porras pegaram fogo por uns 15 minutos e nem chamuscaram…) e pisar nos trilhos. O Nº02 tem a mesma ideia de jerico, e ambos começam um combate onde cada porrada libera uma descarga elétrica no oponente e…fazem o som de SABRES DE LUZ!!! Eu não…eu…aaaargh…eu nem sei mais oque dizer! Vislumbrem esta josta vocês mesmos:

PUTA QUE ME PARIU!!! MATEM O CARA QUE TEVE ESSA PORRA DESSA IDEIA E LIVREM A TAILÂNDIA DESTA VERGONHA!!!

Depois dessa merda toda, Kham obviamente vence e vai para o embate final contra o vilão mal feito um Pica-Pau, LC. E constatamos com tristeza que a vergonha não acabou…

Se você leu minha resenha sobre o filme Man of Tai Chi deve lembrar de minha indignação quanto as inabilidades marciais do senhor Cano Horrivis. Mas, queridos e queridas, o rapper RZA consegue ser PIOR que o Neo de meia idade. Chega a ser deprimente ver um cara que tem a visível flexibilidade de um granito pagar de besta fubana das artes marciais. Em momento NENHUM você se convence que aquele afro bicho pau conseguiria subjugar Tony Jaa, mesmo que este estivesse bêbado, cheirado, cego e perneta! Isso sem falar nas caras de ódio que RZA faz que…credo…não quero nem comentar…

Tom-Yum-Goong 2 elephant and RZA
RZA não sabe chutar…
...não sabe cair...
…não sabe cair…
...e não sabe NEM POSAR PRA PORRA DE UMA FOTO DIREITO!!! CARALHO!!! QUE PORRA DE POSE É ESSA??? JOGADOR DE PORRINHA???
…e não sabe NEM POSAR PRA PORRA DE UMA FOTO DIREITO!!! CARALHO!!! QUE PORRA DE POSE É ESSA??? DE JOGADOR DE PORRINHA???

Bem, como esta merda já se estendeu demais, vamos aos fatos: O Protetor 2 marca um retorno morno de Tony Jaa as telonas , com poucos bons momentos, pouquíssimas boas sacadas (como a adição de Jeeja Yanin, do ótimo Chocolate, ao elenco), lutas que poderiam ter sido bem mais e o uso extremamente descartável do 3D.

Nota: 7,0 ( e só por que eu gosto do Tony Jaa)

Poxa, velho…Tony Jaa não precisa dessas picaretagens digitais nos seus filmes. Espero que nos vindouros A Man Will Rise, Skintrade (ambos ao lado de Dolph Lundgren) e  Velozes e Furiosos 7 ele se saia melhor. Até por que a melhor produção de 2014 que ele estrelou até agora foi essa:

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1