Clark Kent para todos os lados!

Salve, salve, caros Enxutos e Enxutetes. Eis que esta edição não ganhou a última enquete, mas como sou fanboy do Superman e, ao contrário do HÁ, ainda possui histórias passíveis de serem lidas. Não sabe do que se trata, releia aqui a resenha anterior.

capa AC 958

Aos spoilers, como habitual. Tudo começa com um breve review dos fatos que nos levaram a esta edição, um ‘super-resumo’, mostrando o Superman barbudo, Super Lelex Luthor, outro Clark Kent, Apocalipse…. e chegamos ao momento onde Superman e SuperLex estão caindo de pau (ui) no Doomsday.

AC 958 1

Em paralelo a ação principal somos instados a ver outros acontecimentos. O ‘Clark’ misterioso conversa com Jimmy mostrando que ele é O Clark, mas por algum motivo não revelado se envolve na luta direta. Supõem-se que ele não teria poderes por alegar que nunca fora aquele Superman N52.

Recomendação do Sorg

Simultaneamente, o misterioso encapuzado da edição anterior a tudo observa e alega que é uma raridade ter todas as ‘peças’ ao mesmo tempo e que ao final do dia muito será revelado. Em outro lugar, Lois mamãe Lane troca uma ideia com SuperJúnior sobre os acontecimentos. Apesar de tentar se forte para o filho, Lane mal consegue desconversar o que acontecera quando na ‘outra’ realidade o Superman que vale combateu o Apocalipse…

AC 958 4

Voltando a luta, Superman se preocupa com as pessoas, pedindo a todos que se afastem ao máximo que puder. Em seus pensamentos, afirma que este Doomsday é diferente do ‘seu’: bem mais feroz, selvagem e rápido. Super Luthor, mostrando que é cabra macho, decide sair no braço com Doomsday, mas, ao contrário das orientações do Super que vale, decide lutar ai mesmo, não mostrando o mesmo apreço em relação aos demais. De fato, quer apenas matar a criatura….

AC 958 3

Super, então, tenta levar Doomsday o mais longe possível, em direção ao espaço. Apesar de não saber o que fazer com ele, especulando até mesmo arremessa-lo no Sol, Apocalipse consegue desferir alguns golpes fortes que acabam ferindo o Super que vale ao ponto de se soltar e praticamente desacordar o herói. Ao mesmo tempo, com a cobertura ao vivo pela tv, Lois desliga a tv, mas isso não impede de Jon sair e voar para ajudar o pai.

Por fim, Lex aparece novamente para ajudar e salva o pessoal do helicóptero acima mostrado. Por outro lado, impetuoso, não permite que o Super que vale volte para a luta, deixando para o herói o papel de salvar as pessoas de um monotrilho que fora destruído pelo monstro. SuperLex vai novamente para o mano a mano com Doomsday e, claro, se dá mal. E agora Kal El vê Luthor prestes a morrer, tudo isso sob o ponto de vista do misterioso encapuzado…

AC 958 final

Como sempre, a la Jack para as análises. O lápis fica por conta de Patrick Zircher junto com as cores de Ulises Arreola. Em linha gerais, fica na média habitual das mainstream, fato este que não é ruim. Com bons detalhes e proporções, a ação flui de forma interessante. As cores contrabalanceiam de forma razoável com as sombras do traço de Patrick. Bacana, nada espetacular, mas realmente um bom trabalho.

O enredo de Dan Jurgens ainda não disse ao que veio. Em conversa com o Super, maior autoridade de Superman do BdE por razões óbvias, o papo foi na linha de como este Superman ainda é atirado, sem ter uma estratégia de atuação, ainda mais por ser experiente. Super ainda prossegue: este também age sem pensar, indo para a ação sem relativizar as consequências. Concordo em parte. Na linha de que havia guardado o segredo por muitos anos de sua identidade, realmente não foi explorado de forma adequada a ‘radical’ decisão de se expor assim que o SuperLex tenta assumir o manto. Não houve dúvidas ou reflexões. Este, de fato, foi um lapso do roteiro.

Por outro lado, nesta edição, o próprio Superman se vê diante da questão de enfrentar o Doomsday no meio da cidade. Surpreendido pelo monstro, tenta leva-lo para longe (#APRENDESNYDER), mas não consegue. Ainda que timidamente, mostra-se uma nova atitude do herói, mais alinhada com a visão heroica, pré N52.

Infelizmente, Jurgens ainda não disse a que veio ficando mais voltado para a ação e tendo as nuances ora apresentadas. Pode ser proposital, deixando uma questão ou outra em aberto, buscando manter a curiosidade em alta. Por enquanto, ainda merece um crédito. Entretanto, paciência e boa vontade tem limites…

Nota 7,0 de 10

E ainda há tempo! Capitão Nazi nas cabeças, mas a briga para entrar no G4 está tensa!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1