Enxutos, vocês escolheram e o BdE obedeceu. Em mais um texto dadaísticamente escrito, hoje lhes trago a resenha da nova fase de Cavaleiro da Lua. E caso tenha passado batido, clique AQUI para ler a resenha das edições anteriores.

Bora noises: após chegar a superfície, Sr. Knight e seus amigos descobrem que a longa viagem da edição anterior os levou para fora do manicômio mas bem em frente ao prédio. Marc continua vendo a pirâmide de Seth e a cidade coberta por areia até que são abordados por um policial que lhes questiona o que fazem na chuva. O protagonista começa a duvidar da realidade até que resolve agredir o agente da lei, acreditando se tratar de um dos servos do inimigo de Khonshu. Em meio ao quebra, o policial se revela com cabeça de crocodilo e, quando o Francês integrando a turma do deixa disso, tenta apartar a porradaria, toma uma mordida no pescoço e falece; porém, em suas últimas palavras diz que vê o mesmo que Spector.

5293919-5+moonkn2016004_int2-4Após a morte do companheiro, Gena que até então não via o mesmo que o cavaleiro começa a ver a areia que toma conta da cidade. Os três continuam a jornada em completa solidão até que chegam no café de Gena, também vazio. A maluquinha insiste em parar para descansar o que Marc aceita a contragosto. No café, papo vai, papo vem e, após comer, Khonshu aparece novamente para Marc. Pau no cu como sempre, dá um esporro no maluco beleza pelo fato dele ter parado, mimimi bóbóbó. A conversa de doido é interrompida por Gena que chama Marc para que volte ao salão. Lá ele encontra Marlene de pé e consciente e ela afirma que quanto mais longe do hospital e mais perto da pirâmide melhor ela se sente.

5293916-2+moonkn2016004_int2-1Reta final da história: Gena decide ficar no café esperando por seus filhos e Marc e Marlene seguem sozinhos para a pirâmide de Seth. A loira afirma se lembrar de todo seu passado com o protagonista porém, assim como Spector, não faz ideia de como foi parar no manicômio. Enfim eles chegam à enorme estrutura e, ao começar a escalá-la, são interceptados pelo Cavaleiro da Lua.

Bão, repito o que disse para o King no WhatsApp e no grupo do BdE no Facebook: eu nunca gostei do personagem mas agora tenho que dar a cara a tapa (não literalmente. Podem sair da fila): que puta gibi legal. Jeff Lemire no roteiro só confirma sua qualidade superior (opa) aos colegas de trabalho. A dubiedade da realidade de Marc Spector é conduzida com maestria e isso tira o chão do leitor, deixando o mesmo tenso a cada virada de página. Particularmente, soltei um sonoro puta merda quando essa edição acabou. A história de Lemire consegue prender como um ótimo livro / filme de mistério, a narrativa é muitíssimo bem construída assim como os diálogos. Ae Netflix, fica de olho!B5a9Llj

Na parte visual, reforço o que disse na resenha anterior: Greg Smallwood e Jordie Belaire apresentam um trabalho excelente e não há absolutamente nada que desabone o visual da HQ. Desenhos e cores casam perfeitamente com a narrativa e, digo sem medo que das novas publicações da editora, essa figura fácil em um top 5.RCO001_w_1467818362

Recomendação do Sorg

Nota 8 de 10

E não se esqueçam da enquete da semana, seus pulhas! Senão já sabem: presidentA nua pelada sem roupas pornô agora no pc de todos vocês!!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1