marvel-1a_612x380

“We are the Champions, my friend…”

Olá enxutos! A Marvel está mais perdida que cego em tiroteio, soltando novas sagas, equipes e personagens com renovações a toda hora. Champions não é diferente disso, mostrando a mais nova equipe de adolescentes da editora. Uma equipe bem diferente, diga-se de passagem…

champions-2016-001-001

Champions #1 segue a premissa que depois da Segunda Guerra Civil (que ainda não acabou), o mundo se encontra totalmente desiludido com seus heróis. E algo precisa ser feito quanto a isso. Pelo menos  é o que a nova geração pensa….

champions-2016-001-004

Recomendação do Sorg

A história começa com mais um dia típico dos Vingadores. As coisas de sempre, batendo no monstro/vilão/alien do dia, e destruindo quase tudo a sua volta no processo. No caso os vilões do dia são a Gangue da Demolição, e durante a luta, um grupo de populares se mostra bem descontente com os Vingadores por causa do estrago na vizinhança. Nesse caso, a única que parece se importar com isso é a atual Miss Marvel,  e quando confronta o Capitão Falcão quanto a isso, ele diz que não podem fazer nada para ajudar, pois, bem…fica implícito que não é a responsabilidade deles fazer isso. Puta da vida, Kamala resolve então deixar a equipe, e procura seus amigos Milles Morales (Homem Aranha) e Sam Alexander (Nova) para conversar e dizer que também deixou os Vingadores. Sam e Milles haviam deixado a equipe logo após a morte de Bruce Banner, nos eventos que acontecem em Guerra Civil II. Após um bate papo, eles chegam a conclusão que hoje em dia as pessoas estão com raiva dos heróis, e que isso precisa mudar. E que sendo ou não Vingadores, eles são uma equipe e que podem trabalhar juntos para mostrar o que é heroísmo de verdade. Com isso em mente, Milles sugere que eles procurem mais integrantes para o grupo, e já começam com o peso pesado: O Hulk!

champions-2016-001-014

Eles vão até o Kentucky, ajudar Amadeus Cho, que estava resgatando um grupo de mineiros soterrados. Após salvar a todos (e consertar a mina), o grupo vai atrás de mais um integrante para a equipe: Viv, a filha do Visão! Amadeus explica que ele e a menina robô jogam online, e que as habilidades cibernéticas dela poderão ajudar a recém formada equipe a ficar alerta a tudo que acontece pelo mundo. Viv encontra uma chamada de emergência, que mostra um sujeito com trajes de palhaço (Coringa feelings…) traficando jovens para a prostituição em um píer. A equipe chega ao local, derruba o vilão, mas infelizmente uma das meninas morre. Quando estava prestes a transformar o patife em purê, o Hulk é detido por sua colega Miss Marvel, que faz um discurso que é transmitido quase que globalmente, dizendo que é preciso uma nova geração de heróis, que possam fazer a justiça, mas sem força injusta (chupa Capitã Marvel!!!). Ela clama que todos aqueles que quiserem se juntar a eles, o façam, e que unidos eles possam realmente se tornar Campeões!

champions-2016-001-030

E assim acaba a primeira edição. Olha…eu gostei e muito sabiam? A história tem um ar bem  aventureiro, e me lembrou as primeiras edições dos Novos Titãs do Perez & Wolfman. A ideia de idealismo e juventude, de heróis mostrando aos seus “tutores” que podem sim fazer melhor, é um reflexo da juventude conectada de hoje em dia, e mostra que esses personagens falam diretamente ao seu público alvo. E a dinâmica dos personagens em si é muito boa também. Na edição é mostrado um vislumbre de outros heróis jovens que pode vir a fazer parte da equipe, entre eles o Ciclope 9vinho vidaloka, que ficou muito deslocado desde que o universo dos X-men foi pras cucuias graças a briga Marvel/Fox no cinema.

champions-2016-001-031

A revista é simples e direta, e se aproveita de maneira bem inteligente dos acontecimentos da mega saga atual da editora, e o descontentamento das pessoas com seus heróis violentos e que matam. Ou seja, a síntese das histórias de Mark Waid. Os personagens são amigos propriamente, então pensar que eles formaram a equipe assim, com tamanha facilidade não soa estranha. Foi uma ideia que surgiu em uma mesa de bar, e acabou recebendo um “vamborá” como resposta. Até o acréscimo de Viv Vision tem sentido, visto que Amadeus é um dos maiores gênios da Marvel, e que Viv é filha do Visão. E a cena em que o trio Spider-Nova-Marvel bate na porta de Viv, e o Visão atende vestido com roupas civis é bem engraçada.

champions-2016-001-032

O que realmente estraga a revista é o Humberto Ramos. Olha, a arte dele está uma merda. Não está ruim apenas, sem proporções ou apenas mal feita. Está horrível. Agride a visão.  Espero que nas próximas edições, eles percebam o potencial desses personagens e coloquem um artista decente na revista. Se a Marvel não fizer merda, teremos uma equipe com o mesmo potencial dos Titãs dos anos 80 aqui. E é disso que nós, leitores precisamos. O mundo precisa de Campeões!

Dou 10,0 pela iniciativa e 2,0 pela arte! Isso dá uma média 6,0; e como ainda tem muita coisa para mostrar, vejo como um bom começo! 

E vou ali!

 

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1