Elektra entrou na mente do Mercenário para descobrir a identidade do líder da Liga dos Assassinos. A informação que conseguiu levou-a à Kampung Monyent em Jacarta. Lá ela descobriu que o (a) líder da Liga era uma binina dotada de enorme poder telepático que manipulou os acontecimentos apenas para que ela estivesse mais uma vez frente à frente com o seu mais antigo e odiado inimigo. Só que ele “não tá puro não”. Ele retorna renovado pela magia do Tentáculo e doido por uma boa briga. Vamos à resenha da edição final de Elektra?

Elektra 011-000

Elektra mimimiza mentalmente enquanto luta com os ninjas do Tentáculo e o Mercenário: “Eu comecei essa jornada em frente do espelho.”. Se eu olhasse aquele espelho agora, o que eu veria?”. “Uma mulher velha.” .”Envelhecida não pelo tempo, mas pela violência.”.Um corpo aleijado pela batalha…”. “…ossos das mãos quebrados…”. “…face marcada pelas espadas…”. “… pele manchada de sangue.”. “Tanto sangue, que vai me afogar antes que eu fique realmente velha.”. “A dor em meu intestino nunca será um câncer…”. “…mas será uma bala ou uma faca ou uma flecha.”. “Nunca vou sufocar com um punhado de pílulas…”. “… mas por uma forca, uma corda de piano ou uma corrente.”. “E a dor constante em meu peito? Nunca será um ataque do coração…”. “…mas será a lâmina de um inimigo enfiada fundo até o cabo.”. “Nunca admiti isso para ninguém… mas você sempre foi melhor do que eu, Elektra” – diz o Mercenário.

Elektra 011-004

E continua: “Eu e você no meu melhor? Você me derrotaria todos os dias da semana e duas vezes no Domingo.”. “Mas o Tentáculo não apenas me recuperou”. “Eles me fizeram melhor. Agora eu sou simplesmente superior”. (SUPERIOR Mercenário??? POTZ!!!). E ele desce impiedosamente a porrada em Elektra enquanto pensamentos passam pela mente dela: “Nunca de ataque do coração…”. “Nunca vou morrer pacificamente na minha cama.”.

Elektra 011-005

Recomendação do Sorg

Elektra está toda fudida arrebentada no chão. Inochi pergunta ao seu Mestre (o Mercenário??? Pode isso, Arnaldo???) se pode finalizá-la (ué, virou MMA saporra???) e o Mercenário responde que ela já está acabada e que ele esmagou a #*@?!$% do crânio dela. Elektra quer se levantar, mas não consegue se mexer. “Deixe ela assistir os amigos morrerem” – diz o Mercenário. “Levante.”.  “Um olho cego”- Elektra mimimiza/delira. “Heh. Isso é uma coisa que eu que eu nunca veria… amigos da Elektra” – ironiza o Mercenário.  “Levante.”. “Hemorragia cerebral.”. “Eles vão morrer.”. “Não posso fazer nada.”. “Se levante.” – delira/mimimiza Elektra. Enquanto isso, o Mercenário vai mimimizar com a Líder da Liga dos Assassinos. Ela diz que eles tem que discutir como ele vai pagar a Liga e à ela por contratar o Tentáculo e recuperá-lo. O Mercenário diz que vai paga-la com um Ás de espadas e parte pra cima dela. A menina assustada pergunta o que ele está fazendo e ele responde: “Tomando a Liga dos Assassinos.”.

Elektra 011-006-horz

Elektra assiste à tudo e tenta reagir: “Levante! Você não escapou de Nova York pra acabar aqui. Ninguém vai dizer a você como viver. Ninguém nunca mais vai dizer a você como morrer. Levante.”. Inochi está para matar Kento, porém Elektra surge e trucida o ninja com suas próprias flechas. Shibou vê o irmão ser atingido e hesita por alguns segundos. É tempo o suficiente para Elektra acertar a sua fuça com as flechas do irmão.

Elektra 011-008-horz

O Mercenário está tentando enforcar a binina líder da Liga quando Elektra o atinge com a arma de Shibou (uma boa de ferro com corrente). Eles caem na porrada massavéisticamente e durante a batalha, Elektra pega a caveira de Shibou e faz com que ela dê um “beijinho” na boca do Mercenário que limpa a boca praguejando que aquilo tem “gosto de bunda”.

Elektra 011-011

O Mercenário começa à envelhecer e definhar. Inochi manda os ninjas do Tentáculo pra cima de Elektra e resgata o Mercenário dizendo que ele só resistiu ao beijo da morte de Shibou por causa da centelha da vida que ele lhe deu nas aguas termais. Ele diz ser capaz de restaurar a sua juventude se eles sobreviverem à batalha. Eles estão para se pirulitar quando percebem que os ninjas não estão sequer atrasando Elektra pra eles fugirem. O Mercenário arremessa um Ás de espadas em Elektra. Ela rebate a carta com sua Katana e carta que atinge o pescoço da binina líder da Liga. Pelo sorriso do Mercenário, ele dá a entender que era essa a sua intenção. Ele diz a Elektra que ela tem uma escolha à fazer, pois só pode alcançar um deles. Elektra escolhe salvar a binina e o Mercenário diz que foi isso mesmo que ele pensou que ela faria e diz à Shibou “Vamos logo antes que ela se lembre que é uma anti-heroína.”.

Elektra 011-014-horz

Elektra vai até a binina e oferece uma troca: ela a salva e a binina passa o controle da Liga para ela. A binina aceita. Mais tarde. Elektra se encontra com Maria Hill e pergunta se ela fez o que Elektra lhe pedira. Hill diz que avisaram ao Demolidor, Gavião Arqueiro, Punhos de Ferro e até ao Homem-Aranha… e basicamente qualquer um que o Mercenário pudesse ir atrás. Ela diz também que contatou de psíquicos à câmeras do metrô e no instante em que o Mercenário surgir, eles vão saber. Elektra responde que ela nunca vai encontra-lo… não até que ele mate alguém e esse sangue ficará na conta delas. Hill diz que ao menos, a binina vai viver e isso já é alguma coisa. “Sim… isso é alguma coisa. Adeus Diretora Hill” – diz Elektra. “Espero vê-la por aí, soldado” – responde Hill.

Elektra 011-016-horz

Epilogo: Isla de Las Muñecas, México: Os assassinos da Liga estão no local obedecendo a um comando telepático da binina líder. Eles mimimizam sobre o gosto dela por bonecas quando derepentemente eles ficam com o cu na mão bolados ai verem Elektra. Elektra está acompanhada de Corvo Encapuzado e Kento. Ela diz que não está ali para tomar a Liga e sim destruí-la. E é o fim dessa edição e também o fim da revista.

Elektra 011-019-horz

Vamos as analises começando pelo roteiro: W. Haden Blackman nos entrega uma história um tanto quanto corrida, com coisas acontecendo de maneira um tanto quanto atropelada. Talvez, isso se deva ao cancelamento abrupto do título que o forçou à dar desfechos rápidos à trama e aos embates dos personagens. Foi um epilogo estranho e inadequado devido ao término da revista, mas enfim… não havia mais tempo e espaço para fazer mais nada. Nota 6.5.

Mike-Del-Mundo-Elektra-Concept-Art-1-7f90b

O grande destaque desse título com certeza foi a arte de, Michael Del Mundo. Seu estilo de arte pintado, seu traço psicodélico e surreal casou muito bem com a revista e nos mostrou um dos melhores novos artistas dessa nova safra que tem surgido por aí. Destaque também para o colorista Marco D’Afonso, que contribuiu e muito com o trabalho de Del Mundo. Sua paleta de cores sempre foi marcante e pelo conjunto da obra, concedo a nota 10 para a equipe de arte.

Mike-Del-Mundo-Elektra-Concept-Art-2-de0e1

Bem meus caros Enxutos, Enxutetes e fãs da Elektra… e assim, encerra-se o belo balé sangrento de Elektra. Foi uma honra e um privilégio ter resenhado todas as edições dessa revista. O futuro da personagem é incerto… vamos ver o que a Marvel vai estar aprontando e preparando para a personagem depois de Scret Wars 2015 e durante a All-New All-Different Marvel. Mas com certeza, ainda veremos Elektra na 2ª temporada da série televisiva do Demolidor e nos quadrinhos do Universo Marvel. Até lá então. Obrigado à tod@s que acompanharam as resenhas. E segue o baile!!!

ELEKTRA2014001004s_600

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1