Uma resenha no dia de Natal para lembrar vocês que tem se que comportar.

Uma explicação sobre a lenda de Krampus, uma figura meio demônio meio cabra que acompanha São Nicolau na época do Natal. Enquanto Nicolau atendia as boas crianças, Krampus castigava as más. Hoje é considerado o “antinoel”, apesar de ser bem mais antigo.

A história do Mike Mignola com a arte do Adam Hughes começa com o Hellboy em uma floresta, indo ao encontro de um senhor, quando um espirito de uma mulher pede para salvar sua criança. Ao se aproximar da casa, esse senhor recebe Hellboy.

Hellboy

O senhor assustou algumas pessoas na igreja com seus poderes, já sabendo que Hellboy estaria pelo bairro para atrair sua atenção. O senhor alega que ele não é humano e sim a figura Krampus. Hellboy não acredita muito nisso, mas Krampus mostra um crânio de uma criança, onde está preso a alma da mesma.

Recomendação do Sorg

Hellboy

Krampus diz que não sabe o motivo de estar nesse mundo, mas sabe que nasceu no Inferno e é pra lá que ele quer voltar. Krampus quer que Hellboy o mate com as próprias mãos e os dois caem na porrada. Quase perdendo, Hellboy tem uma visão da florestas, com várias crianças em formato de caveira pedindo ajuda. Uma delas dá uma faca para Hellboy e com essa faca ele consegue matar Krampus. Vários crânios caem da casa e as almas das crianças são libertas. Krampus agradece e morre.

Hellboy

Uma história bem simples, mas muito legal de se ler, usando a mitologia de Krampus de uma forma macabra. Adorei a motivação do vilão e o final da história. Ponto pra dupla Mignola/Hughes.

Feliz Natal enxutos e enxutas e COMPORTEM-SE. Krampus morreu nessa história, mas no mundo real ele esta por ai…

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1