banner Infinity 004

A saga atual da Marvel também foi uma das mais votadas e recebe agora a sua análise. Clica aê e confira a Resenha Enxuta: Infinity #4

Salve, salve caros Enxutos! Após o período de ‘recesso’ do Baile na última semana, voltamos a carga total e com mais um capítulo da saga marvete do momento: Infinity. Para quem não sabe, ou não se importa, basicamente a saga divide-se em duas frentes. A da Terra, os heróis que aqui restam (Vingadores foram para o espaço… literalmente) enfrentam uma invasão de Thanos para matar seu filho entre os Inumanos. Ao término desta história na última edição, Raio Negro usa seus poderes quando Thanos fica cara a cara com ele em Attilan, destruindo a cidade e liberando Terrigen em todo o planeta.

Infinity 004-000

A espacial, onde os Vinagadores vão ao encontro de uma força terrível (os ‘Construtores’) que destroem tudo ao caminho da Terra. Para tanto, se aliam ao Conselho Intergaláctico dos impérios e formam uma resistência. O fato é que levam um pau tremendo, mas, na última edição da saga (Avengers #20), conseguem uma vitória importante, ao tomar duas das mais poderosas naves inimigas com grupos de assalto pequenos e destroem parte da força invasora. No entanto, ao final da edição, o Capitão América faz uma constatação: o melhor caminho a seguir é a rendição…

Infinity 004-001

Recomendação do Sorg

E assim começam nossos spoilers. A hq começa na nave imperial Sh’iar, onde o Capitão Evans conversa com a Maria Gadú Capitã Marvel sobre se o plano dará certo. A mulher está insegura, mas o bom Capitão é confiante por ser o melhor caminho a seguir. O papo é interrompido quando o Gladiador afirma que a mensagem fora enviada. Corta a cena e estamos em Hala (sede dos Kree) onde um dos ‘Construtores’ conversa via ‘teleconferência’ com os demais membros de sua raça sobre a rendição proposta. O meliante desconfia, mas decide seguir adiante. Pergunta ao Ronan se todos os “Acusadores’ estão presentes. Com a confirmação, o ‘Construtor’ alega que este será o maior dia do Império Kree em todos os tempos…

1

Na cidade escondida de Holan, lar de Inumanos radicados, descobrimos quem é o bendito filho de Thanos, o chamado Thane, e um pouco da história do lugar. Uma voz em off nos ensina que somente de geração em geração poucos escolhidos daquela cidade eram expostos ao Terrigen com a esperança de serem as ‘pessoas’ certas para desenvolver poderes e que estes fossem úteis para a comunidade. Ao redor do mundo, a nuvem terrígena cruza os ares tocando a todos. As modificações são variadas, alguns se transformam imediatamente, outros nem tanto.

Infinity 004-012

Enquanto Thanos se recupera do ‘grito’ e parte para cima do Raio Negro em busca da localização do seu bendito filho, a névoa atinge Thane. Dito como sendo uma espécie de curandeiro do lugar, quando a névoa o atinge, o filho de Thanos entra em combustão, matando a todos que estavam na cidade.  A voz relata que a névoa acabou liberando aquilo que Thane tentara esconder: a sua verdadeira natureza. Em tom dramático, a ‘voz’ diz que Thanos sempre perseguiu a morte, mas mal sabia que havia gerado uma em sua própria cria…

Thane antes...
Thane antes…
Thane depois...
Thane depois…

Em Hala, o enviado dos aliados chega ao planeta e ninguém menos que o próprio Thor. Quando se aproxima do ‘Construtor’, Ronan ordena que o Deus do Trovão deixe o martelo de lado, pois ninguém pode chegar próximo do bendito vilão armado. Thor faz uma prece a Odin, pedindo para que seu pai veja o seu coração e não somente a sua mão. E arremessa o Mjolnir aos céus.

thor

Fechando a Resenha. O ‘Construtor’ é arrogante e, quando Thor assegura estar ali para negociar a cessão das hostilidades e dará as condições para isso, o vilão pede para que o Deus do Trovão se aproxime e lhe desfere um tapa humilhante no rosto. Milhões assistem, seja ao vivo no planeta ou via conferência.

fuSSas

Thor limpa apenas o rosto de sangue e acaba se ajoelhando perante o Construtor, conforme ordenado.  No entanto, enquanto o vilão relata que não há nada a se fazer para salvar a Terra e que os terráqueos pagarão por tudo o que fizeram, Mjolnir singra o espaço, tocando um estrela próxima. O Construtor segue seu ‘discurso’ afirmando que a humanidade tem que ter o bom senso de que sua história chegou ao fim. Thor ergue o olhar e pergunta o que aconteceria se disser que ele não é apenas um homem? Mjolnir cai dos céus atingindo violentamente o ‘Construtor’, matando-o diante de milhões e provando a todos que eles não são imbatíveis e podem morrer.

3

O vilão ainda tenta dizer que isto significa o fim de tudo, mas o Paquita não perdoa e termina o serviço. Diante da multidão, convoca-os a lutar como homens e mulheres livres e pergunta ao Ronan se estão com ele. A resposta é, claro, positiva, terminando assim a edição:

Infinity 004-028
Os próximos passos? Capitas: Agora nós vencemos…

Comecemos pelos rabiscos de Jerome Opeña e Dustin Weaver. Em linhas gerais um trabalho realmente muito bom, ainda mais se considerando os diversos cenários apresentados, seja no espaço, deserto, ambientes fechados ou abertos. A escolha de cores ajudou, mas em alguns momentos achei um pouco ‘viva’ demais, ainda mais em cenas que são mais tensas. Fora este detalhe de velho ranzinza e resmungão, está de bom tamanho para uma saga.

O enredo de Jonathan Hickman trabalha em duas frentes e consegue ser coerente dentro da proposta até agora apresentada. Incomodou um pouco como o tal ‘Construtor’, até então uma força terrível e imbatível, ter ficado sozinho no comando de um planeta inteiro e cair no plano do Capitão. Arrogância? Até poderia ser, mas por ser uma raça tão antiga e com conhecimento milenar… não sei, talvez esteja demasiadamente exigente por estes dias.

Na Terra, pouco a acrescentar, afinal mostrou apenas as consequências da explosão/exposição ao Terrigen e como o tal Thane será tão mau, manu, como o seu papis. Senti falta do clima mais tenso dos Illuminatti, mas nada que comprometa o trabalho como um todo.

Entre mortos e feridos, a saga consegue ir se salvando. A passagem com o Thor realmente foi bacana, apesar da massaveísse. Não é um espetáculo, tem seus momentos que deve m fazer vibrar os fãs dos Vingadores. Uma megassaga razoável, legível até o momento.

Nota 7,0

E a enquete da semana:


Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1