Na edição anterior de Inumanos vs X-Men  (resenha aqui) , vimos os planos dos X-Men serem traçados e o início da guerra entre os Mutantes e os Inumanos. Vamos ver o que acontece na segunda edição e conferir se ela mantém o pique da primeira? Bora lá:

Em Nova Attilan, soa um alarme avisando que a Rainha Medusa iniciou o Protocolo de defesa X. Através do sistema de comunicação, são distribuídas instruções, ordens e por fim, o aviso de que a cidade ficará selada enquanto houver emergência. Em outra parte, Johnny Storm pergunta a Medusa se ela quer que ele voe lá fora e pergunte o que os X-Men querem. Ele presume que os X-Men não o atacarão, pois ele está neutro na situação. Medusa responde que ele não está neutro, pois os Mutantes sabem do relacionamento deles. Ela manda ele ficar na cidade e ajudar onde puder, mas Johnny responde que não pode deixa-la sozinha. Medusa diz que pode sim e que os Mutantes podem ter vindo só conversar. “Conversar com um exército?” – diz Johnny. Medusa argumenta que se recusa a crer que os Mutantes planejam atacar civis e que é dos X-Men que eles estão falando. De heróis. Johnny diz que nem todos são X-Men, pois eles trouxeram Dentes-De-Sabre e Magneto e pede para ficar e protege-la. Medusa responde que não é momento para sentimentalismo, que não precisa da proteção dele e sugere que ele encontre quem precise. TOOOOMA, JOHNNY!!!

Medusa entra em contato com Iso pelo comunicador. A Inumana informa que ela e Inferno estão nos portões principais selando tudo. Medusa diz que vai precisar dela para algo mais e explica que como Raio Negro e Karnak não estão respondendo aos seus chamados, ela e Inferno precisam sair e descobrir o que houve com eles. Ela dá a Iso instruções para caso a cidade venha a aciar, eles devem reunir quem puderem e resistir para quando chegar o momento, recuperarem o lar deles. Iso acata as ordens, mas pergunta se não seria ela que deveria fazer aquilo. Ela diz que não, pois os Mutantes virão atrás dela primeiro e ela vai tentar mantê-los ocupados até Cristalys e Raio Negro chegarem. Medusa veste uma armadura de batalha e diz: “Este é meu lar. Este é meu povo. Não deixarei que os X-Men roubem seu futuro.”. Iso ouve um estrondo e avisa a Medusa que já está começando. Medusa diz que parece que os Mutantes decidiram pular a fase da negociação e se despede de Iso.

E corta pra batalha: a porradaria tá comendo solta por todos os lados. Tempestade avisa aos seus que eles devem ser cuidadosos e se lembrarem de que embora eles precisem fazer aquilo, não significa que inocentes devam acabar feridos. Ela frisa que a Família Real Inumana é o alvo deles e que não devem ser feridos, mas se for preciso, eles devem se assegurar que os danos não sejam permanentes. Magneto entra em cena e Tempestade diz que achava que ele ainda estava na Chechênia. Ele diz que Cérebra agilizou o transporte, que eles dois tem tudo sobre controle e pergunta se está tudo certo para a fase dois. Pelo comunicador, Tempestade pergunta se Magia está pronta e ela responde que sim e que apenas deu uma saidinha para telepotar alguns Inumanos. E a porradaria continua estancando: Psyloke, Magia, Wolverine, Ciclope 9vinho e Colossus continuam lutando com os Inumanos.

Pelo comunicador, Tempestade chama pelo Fera 9vinho e pergunta se ele conseguiu. O Fera diz que sim e que entrou em Nova Attilan. Depois de se livrar de alguns guardas, ele avisa que está no laboratório do Fera velhaco. Tempestade manda ele procurar qualquer coisa em que ele estivesse trabalhando que possa ajudá-los a lidar com o envenenamento pela Névoa Terrígena. Ele diz que via achar e que não demorará para burlar a encriptação do seu eu velhaco. Nisso, surge a Medusa perguntando ao Fera por que o povo dele os está atacando. Mas aí, ele percebe que é o Fera errado e manda ver para cima dele. Tempestade pergunta o que tá pegando e o Fera avisa que é a Medusa. Fera diz que eles não querem ferir ninguém, mas não tem escolha e precisam fazer aquilo. Medusa argumenta que eles estavam trabalhando junto com eles os auxiliando e agora eles queriam extinguir o povo dela.

Medusa pergunta se ele pensa que pode feri-la. O Fera não responde, mas derepentemente, Noturno surge no pedaço, diz a Medusa que eles não vieram ferir ninguém, só leva-los para onde não possam feri-los e ao som do seu característico “Bamf”, desaparece com a Rainha dos Inumanos. Tempestade manda o Fera pegar tudo o que puder do laboratório. Corta pra Iso e Inferno: Iso diz que eles precisam chegar até o hangar. Inferno mimimiza que mesmo que eles consigam uma nave, a cidade está cercada e eles não chegarão muito longe. “Não precisamos. Só temos que chegar a Long Island” – responde Iso. Inferno pergunta por que diabos eles têm que ir para lá e isso responde que é assim que eles conseguirão escapar, só que ao abrirem a porta do hangar, se deparam com Dentes-De-Sabre que diz: “Vejam só. Alguns tira-gostos”.

Iso diz a Inferno que eles podem fazer aquilo e que foi por isso que a Medusa os fez estudar minunciosamente os arquivos Mutantes. Ela diz conhecer as capacidades de Dentes-de-Sabre. Inferno diz que conhece também, mas sabe que eles estão ferrados. Iso manda Inferno atingir Dentes com tudo. Dentes é atingido, mas não por uma rajada flamejante do Inferno, mas sim por uma disparada pelo Tocha Humana. Johnny diz que vai dar cobertura, manda eles se pirulitarem dali e continua atacando Dentes. Dentes diz a Johnny que aquela luta não era dele e teria sido melhor se ele fosse esperto o bastante para ficar fora da treta e completa: “Mas se quer ficar do lado dos Inumanos, de boa pra mim. Vamos ver quanto tu aguenta.” – e vai para cima do Tocha. Logo depois, Dentes avisa a Tempestade pelo comunicador que o Tocha foi derrotado, mas dois Inumanos saíram voando numa geringonça. Tempestade diz que os vê e manda Wolverine intercepta-los. Tempestade pergunta a Illyana e Kurt como estão os prisioneiros. Eles respondem que pegaram todos os alvos e que eles estão seguros… no limbo.

Corta pra Iso e Inferno fugindo de Nova Attilan na tal “geringonça voadora”: os dois Inumanos estão sendo seguidos por Wolverine e Anjo. Wolverine pede que Anjo os leve acima deles. Ele responde que está tentando, pois a geringonça deles é rápida. Iso manda Inferno mantê-los afastados, pois eles não precisam ir tão longe. Inferno responde que tá tentando. Entonces, Wolverine se lança na direção deles enquanto Inferno tenta acertá-la, mas o Inumano falha em impedir a Mutante que os acerta e termina por derruba-los. Iso amortece a queda deles dois com seus poderes e que embora não tenha feito nada pela Mutante, acredita que o fator de cura dela vai dar conta. Inferno diz que isso significa que logo ela acordará e o Anjo virá atrás deles também. Iso diz para ele não se preocupar, pois eles conseguiram e aquele é o locar certo. “Local para o quê?” – pergunta Inferno.

“Não o que… e sim quem” – responde Iso. Ela usa seus poderes e faz emergir um artefato. “O portal?” – pergunta Inferno. Iso confirma e diz que o portal os levará aonde eles precisam estar, pois este é o seu poder Inumano. Inferno diz que sabe qual é da parada, mas parece que ele está meio morto e acha que ele não possa enviá-los a lugar algum. Iso diz crer que ele esteja dormindo e em seguida, suplica a Eldrac que os ajude, pois os Inumanos precisam dele novamente. Inferno pergunta se Iso não pode acelerar ali, pois a Wolverine já tá de pé. Anjo pede para eles voltarem com eles, pois tudo ficará bem, pois não querem ferir ninguém. “Queremos” – diz Wolverine. Iso continua o seu apelo a Eldrac: “Nós os perdoamos… você pode nos perdoar?”. Eldrac emite um brilho e suga os Inumanos para dentro dele. Eles desaparecem no momento exato em que a Wolverine mergulha para cima deles. Suas garras se cravam no chão onde os Inumanos desapareceram e o Anjo se diz quase aliviado deles terem escapado e pergunta a ela se eles não estavam tentando evitar que pessoas morressem.

Corta pra Iso e Inferno: Iso pergunta para onde Eldrac os enviou. “Na boa, não interessa onde estamos. Contanto que seja bem longe da Wolverine” – responde Inferno. Nesse momento, ouve-se o som de um conhecido “Snikt”. “Foi mal, xará. Não deve ser o seu dia” – diz o Velho Logan e com isso, chegamos ao final da segunda edição de Inumanos vs X-Men.

Vámonos às analises: apesar de não manter o ritmo alucinante da primeira edição, o roteiro de Charles Soule e Jeff Lemire dá sequência aos eventos de maneira satisfatória. A história flui mostrando várias frentes de batalha, momentos chave e a estratégia desesperada da Rainha Medusa para conseguir resistir ao ataque dos Mutantes. Conclusão: foi uma boa história que ainda me despertou a curiosidade e a vontade de ler a próxima. Nota 7,5.

Na parte artística, os desenhos ficaram novamente à cargo de Leinil Francis Yu com a arte final de Gerry Alanguilan e cores de David Curiel e eles mantiveram o bom padrão da edição anterior. Portanto, repito a nota dada: 7,5.

Bem, Enxutada… taí a Resenha Enxuta de Inumanos vs X-Men #2. O que acharam dessa edição? MIMIMIzem aê nos comentários.

Olha, eu gostei e ainda estou surpreso com o bom nível da história. Notei que alguns personagens não aparecerem nessa edição (a lokona da Emma Frost, por exemplo) e isso aguça a vontade de ler a próxima edição e ver o que eles vão aprontar. Como eu comentei no Zap-Zap do BdE, dá até medo dessas boas histórias envolvendo os Mutantes após esse monte de merdas que tem sido feito com esses personagens que tanto gosto. Dá medo da Marvel cagar o pau e fazer mais alguma das suas habituais safadezas e pôr tudo a perder. Mas aguardemos as cenas dos próximos capítulos… por hora, tá bom demais!!! E agora, confiram o que vem por aí:

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1