O Bátemã não confia em ninguém…

Salve, salve, cambada de Enxutos e Enxutetes. Sem mais delongas, a hq mais votada da última semana é a estreia de Bryan Hitch na Liga da Justiça, mas não no lápis…

RCO001_1467819941

Aos spoilers. Tudo começa com uma narração em off do Superman que vale questionando-se, quase de forma filosófica, do porquê de tudo acontecer naquela Terra e, mesmo com todas as adversidades, ela mantem-se firme, derrotando todos os vilões possíveis e imagináveis. As iBagens que passam durante a narração é a Liga da Justiça enfrentando um baratão..

RCO005_1467819941

A Liga vai enfrentando problemas com a criatura que lança ‘baratinhas’ que se prendem no rosto das pessoas (Starro?) controlando-as e as levando para o que parecem ser tubos/bocas. Enquanto Flash não consegue com sua velocidade impedir todos e Ciborgue alegar que o disparo sônico não funciona por serem muitos, o Bátemã diz que poderiam ir retirando uma a uma as criaturas das pessoas …. Sério Bátemã? Nem com preparo… Obvio que não dá certo. Cyborg apela para os BOOM Tubes e ainda sim não há como impedi-los. Então os heróis decidem partir para outra estratégia: atacar por dentro (ui). Sim, amiguinhos, vão encontrar o céLebro da criatura e fazê-la negociar os termos da rendição (! Bátemã inspirado !).

RCO008_1467819941

Enquanto o herói que vale conversa com Lois sobreo fato de que o restante da Liga não confiar nele (o Bátemã novamente), os dois buchas Lanternas singram os ares e vão ao encontro da Liga, ajudando-os já dentro do monstro quando a criatura liberara novas baratinhas para atacar os heróis.

RCO015_1467819941

Por fim, Superman aparece e salva o dia. Sim, chega chegando, botando ordem na casa ao orientar os demais membros da Liga sobre a melhor forma de atacar o dito cujo. Os heróis descobrem que a criatura é meio máquina e, por intermédio dos dons do Aquaman, fazem contato com o cérebro da baratona. Descobrem que se auto intitula o Ceifador e que há outros como ele prontos para destruir a humanidade. Bátemã diz que por misericórdia estaria liberando (ui) a barata e que caso voltasse enfrentaria a Liga pronta para defender a Terra. A hq encerra com o Superman partindo, os heróis especulando sobre quem poderia estar por trás deste ataque e uma repórter narrando os acontecimentos, dizendo que ‘eles são nossos heróis . Eles são a Liga da Justiça.”

RCO022_1467819941

As análises. Começando pela arte de Daniel Henriques e… não curti. Problemas nas expressões atrapalham bastante o trabalho, sendo salvo pela riqueza de detalhes quando em cenas abertas e mais grandiosas. Mas aí tu volta para as ‘poses padrão de super grupos’ e a coisa desanda novamente. As cores estão ok, o uso de sombras idem, mas o resultado ficou abaixo da média do mercado.

Já o enredo de Bryan Hitch… um festival de clichês pontuados com a intervenção do Superman e a desconfiança do resto da Liga. Este ponto realmente é algo que pode salvar o enredo como um tudo, dependendo, é claro, de como será desenvolvido. O resto do plot é um mais do mesmo bem conservador, daqueles que você, mesmo sendo um juvenil que nunca viu um Atari na vida, já pode ter lido por aí. Outro fato relevante: o Batman está um babaca de marca maior. E ainda tomando decisões meio estúpidas. Será que Johns é amigo do Hitch e ambos estão em conluio com a Morcega?

Enfim, Hitch como escritor é um belo desenhista…

Nota 5,5 de 10

E a nova enquete da semana:

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1