Generations Gavião

Império secreto acabou, mas Generations continua…

A história de Kelly Thompson começa com Kate Arqueira em uma ilha. Sem saber como chegou lá e após caminhar um tempo, Kate encontra o Gavião Arqueiro com um cinturão em formato de alvo. Kate percebe que está no passado devido ao uniforme do Clint. Após as devidas encaradas, Clint dispara uma flecha que acerta um outro cara com o mesmo cinturão de alvo, que desaparece da ilha. Kate e Clint, então, fazem uma fogueira e se conhecem melhor, zoando sobre o uniforme um do outro.

Generations Gavião

Após o ataque de alguns vilões, os dois parte para verificar uma possível base, quando dão de cara com o Espadachim, que promete paz até resolver tudo aquilo. Os três partem para averiguar. Clint encontra e derrota o Treinador e Kate encontra uma mulher misteriosa (denominada Eden), que quase morre nas mãos do Crossfire, mas Kate o impede. Espadachim aparece das sombras e revela que aquilo tudo é um jogo, que a competição consiste em chamar os melhores dos piores vilões para um jogo. Quando Kate vai explicar algo, Mercenário aparece para matar todos e tudo. MATA TUDUUUU.

Generations Gavião

Os Gaviões derrotam o Mercenário. Espadachim e Clint discutem e Eden se enfeza com tudo aquilo e mandam todos para seu tempo e local certo, menos Clint e Kate. Os dois, então, começam a conversar. Kate se abre, conta um pouco da sua vida e agradece Clint por tudo, mas o Gavião já estava dormindo e Kate é mandada de volta para seu tempo, encerrando assim e edição.

Generations Gavião

Os  desenhos de Stefano Raffaele são um pouco feios, não me agradou muito, mas nada de tão ruim assim. A história foi bem fraquinha, mas a interação Kate e Clint novinho realmente funcionou, pra mim pelo menos funcionou. Uma história descompromissada, vilão contra herói, assim como tem que ser. Chupa Marvel e seu Império Secreto!! Não, pera.

Nota: 7.

  • Daniel Gonçalves de Amorim

    E é só isso, serio? Deve ter sido a mais inútil das histórias até aqui. Ma Bene, pelo menos deve ser melhor do que aquela coisa forçada que supera qualquer novela mexicana chamada Generations Wolverine.

  • Frogwalken

    A única relevância do Espadachim era as pegações com a Mantis e olhe lá.

    GENE EXUS além de mediano pra ruim, resgatando buchas…

  • “Império secreto acabou, mas Generations continua…” – Ô… que bom, heim? Só que não. Boa resenha, Rev!!!

  • O_Comentarista

    Quero ver o BdE Generations: os atuais indo ao passado encontrar suas contrapartes antigas.

    • Ou BdE Pink nights – Metal, onde todos serão uma versão do Ckreed

      • eu cretino

        Ckreedoe
        Ckreeverendo
        Ckring
        Ckreedorg
        Ckreeluç

  • O Imatável Polvo Aranha

    Como ela não sabe como foi parar ali se a Kobik tava lá enviando todo mundo pro passado com o objetivo de encontrarem as versões antigas?

    Caralho, cada furo merda, aposto que a Marvel deve estar uma anarquia total pra esse tipo de erro de continuidade básico acontecer.