Generations

Resenha mais que enxuta da Marvel Generations: Homem de Ferro.

A história de Brian Michael Bendis começa com a Riri Williams, a IronHeart, caindo em algum lugar e sem ajuda do sistema da armadura. Quando aterriza, se dá conta que está no futuro. Após conversar com os Vingadores da época, Riri desmaia. Ao acordar, dá de cara com um Doutor Estranho com Homens de ferro em miniaturas.

Generations

Para a alegria de Riri, esse Doutor é o Tony Stark e tem 126 anos de idade. Nesse futuro, o mundo está em paz após a derrota final de Thanos. Até o ar do mundo está melhor, graças a umas plantas gigantes que limpam o ar. Nem tudo são flores. Morgana Le fay aparece para brigar, mas Doutor Stark ou Tony Estranho está preparado para ela e consegue terminar a briga.

Generations

Recomendação do Sorg

Tony percebe que Riri precisa voltar ao seu tempo o quanto antes e vão de encontro ao Franklin Richards adulto e barbudo. Eles conversam sobre a maravilhas do futuro, mas Riri acaba voltando por conta própria para o passado, terminando a história.

Generations

Que história mais lixo, sem pé nem cabeça. Os desenhos dos artistas Marcos Rudy, Szymon Kudransky e Nico Leon estragaram mais ainda essa história medíocre e sem nexo.

Nota: 1

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1