A Liga dos Reinos se reune novamente… e a Poderosa Thor está nela!!!

Dois dias atrás: A Doutora Jane Foster está raspando a cabeça de uma mulher e enquanto executa o seu trabalho, reflete sobre as mudanças na sua vida ao passo que tenta apoia-la e motiva-la: “Eu estou aqui e estrei aqui sempre que precisar de mim. Passaremos por isso juntas. Você vai derrotar isso. Você vai vencer essa luta.”. Ao dizer isso, ela reflete como a guerra tem um jeito de colocar as coisas em foco. Corta pro dia de hoje em Alfheim, na cidade Capital de Ljosalfarg: A Poderosa Thor diz aos seus aliados da Liga Dos Reinos que eles vencerão a luta se seguirem com o plano. Ela arremessa o Mjolnir e derruba dois Elfos Negros.

Thora avisa que a Rota Ocidental está limpa e que a Liga dos Reinos deve atacar com velocidade e fúria neste dia. Pelo comunicador, a Agente Solomon congratula Thora e pergunta o status do time um. Ud e Screwbeard ficam de mimimi um com o outro até que Solomon manda os dois manterem o foco e pergunta se tem guardas no caminho deles. Eles respondem que o caminho está limpo. Solomon manda eles ficarem de olhos abertos, pois o castelo está repleto de soldados de Malekith. Em outra parte, o time dois composto por Honeyshot, Lady Sif e Ro Bloodroot avançam. Em dado momento, Ro Bloodroot detecta encantamentos sombrios de Malekith no terreno que anulam os encantamentos que ele lançou, portanto, eles não podem seguir adiante sem serem vistos. Honeyshot avisa que alguém terá que dar conta dos guardas. Solomon pergunta se o time três pode cuidar disso e Angela vai executar a missão.

Recomendação do Sorg

Angela faz a sua parte. Solomon fala para ela ficar observando as coisas dali e manda o time dois ir até o muro, pois a carona deles os aguarda lá. Thora manda eles se segurarem firmes em suas correias (que estão amarradas ao Mjolnir). Sif e Honeyshot estão meio desconfortáveis com isso, mas Thora arremessa o Mjolnir assim mesmo. O time dois chega ao outro lado do muro. Pelo comunicador, Solomon diz que não há como voltar agora. “Nunca houve como, Agente Solomon…. sabíamos disto no momento em que nos reunimos” – diz Thora. Corta pra… ontem, em Nidavelir, a Terra dos Anões: Sif diz aos presentes que aquele encontro não está acontecendo oficialmente e que Asgard não está envolvida no que eles estão planejando. Ou seja:  se der merda, eles tão fudidos e serão taxados como fora da lei. Ela conclui dizendo que nenhum exército irá resgatá-los e esse é o risco que eles correrão se escolherem reformar a Liga dos Reinos.

Apesar das rusgas entre eles, Sif, Honeyshot, Screwbeard, Thor, Angela, Ud, Ro Bloodroot, Titanya e Roz Solomon se comprometem com a Liga dos Reinos para lutar por liberdade, justiça e paz para todos os reinos e raças. Solomon diz a Thora que aquele grupo é um tanto quanto instável. Thora responde que já convocou a Bifrost, que aquele grupo é o que eles têm e que se Malekith quer uma guerra nos reinos, ele terá a eles.

Voltando para o tempo atual, vemos parte da Liga detonando os Elfos Negros que estavam no caminho. “Esse corredor nos levará a torre principal” – diz Honeyshot. “E a mais guardas, sem dúvida” – emenda Sif. Thora diz que com Elfos Negros, eles podem lidar, mas é a Magia negra que a preocupa. Ela pergunta a Ro Bloodroot se tem mais algum dos encantamentos de Malekit até a torre, mas Ro Bloodroot está numa espécie de transe e diz que está vendo a torre. Angela diz que poderia entrar lá e pegar o alvo antes de alguém sequer notar. Solomon tenta dizer que ela não devia fazer aquilo quando alguém no comunicador pergunta se eles estão ouvindo aquilo.

“Ouvindo o que?” – Solomon pergunta. Ud responde que é um tipo de rugido. Screwbeard diz que acredita que eles não estão sozinhos. “Solomon tenta contato com Ud e Screwbeard, mas os dois não respondem. Thora diz que há alguma coisa errada com Ro Bloodroot. Angela diz que vê o alvo na janela e decide ir lá e completar a missão. Solomon grita pelo comunicador pra que ela não faça aquilo. “Já fiz” – responde Angela. Ela entra na torre, encontra a Rainha Featherwine e diz que está ali para resgatá-la. Só que ao tentar toca-la, descobre que ela é algum tipo de ilusão e diz pelo comunicador que caso eles tenham um plano secundário no caso de tudo der errado, aquele era um bom momento de usá-lo. Os Elfos Negros soam o alerta de intrusos e é dada a ordem de massacrar os invasores. “Angela é tão boa em seguir planos quanto é em usar calças. Muito bem, plano B, pessoal. Time quatro, é com vocês” – diz Solomon. Titanya atira suas flechas gigantes enquanto a porradaria massavéia estanca.

Ro Bloodroot avisa que o inimigo está chegando. Corta pra dias atrás: Jane mimimiza mentalmente sobre as suas responsabilidades como Thor com os Dez Reinos. Voltando pra batalha, eis que surge Malekith acompanhado de Loki, a Rainha prisioneira e a sua nova arma que ele como todo bom vilão que se preze, faz questão de apresentar aos seus inimigos: “Digam olá para o novo Kurse. E digam adeus a Liga dos Reinos.”. E com isso, chegamos ao fim dessa edição.

Sem delongas, vámonos as analises: Falar do roteiro de Jason Aaron em qualquer história de qualquer Thor é até sacanagem. O cara tá muito à vontade com os personagens e isso faz com que as histórias fluam e tenham boa qualidade. Nota 8,5.

A arte ficou a cargo de Steve Epting (desenhos) e Frank Martin (cores). Epting é desenhista de longa data de várias fases dos Vingadores. Não sou muito fã do seu traço, mas cumpriu ao seu propósito. Nota 5,5. Frank Martin mandou bem nas cores. Nota 6,5.

Bem, Enxutada… taí mais uma Resenha Enxuta de A Poderosa Thor. O que acharam dessa edição? MIMIMIzem aê nos comentários. Perdeu as resenhas das edições anteriores? Clique nesse link aqui e confira a super Resenha Enxuta das edições #10, #11 e #12 da Poderosa Thor. See ya later, bitches!!! Até a próxima resenha!!!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1