1

Praticamente sem spoilers, afinal nós queremos que você leia este livro.

“O trio Luke, Han e Leia se envolve em uma trama com resgates, traições e missões diplomáticas, enquanto travam uma grande batalha contra o grão-almirante Thrawn e seu exército imperial.”

2Não poderiam ter escolhido melhor sinopse para condensar tudo que “Star Wars: Ascensão da Força Sombria” – segundo livro da Trilogia Thrawn, escrito por Timothy Zahn e lançado pela nossa amiga, Editora Aleph – representa para essa sequência.

Assim como feito no primeiro livro – Herdeiro do Império – podemos traçar um ótimo paralelo com a trilogia clássica do cinema, já que Ascensão da Força Sombria, ao meu ver, é o “Império Contra-Ataca” da trilogia de livros escritos pelo Zahn. Sem dar muitos spoilers, mas é basicamente o livro onde tudo dá errado. E por mais “manjado” que isso possa parecer, isso fecha como uma luva para toda a mitologia de Star Wars.

Recomendação do Sorg

Uma vez que este segundo livro se aprofunda em temas mais densos e complexos, como a política socioeconômica de planetas mais pobres ao longo da galáxia – planetas estes, que eram subsidiados pelo Império em seu tempo dourado e que agora, com a sua queda e enfraquecimento, perderam poder aquisitivo e qualidade de vida.

3
PALPAMITO GERAVA EMPREGOS E MANDOU ABRAÇOS PARA OS JEDIS VAGABUNDOS.

A diplomacia também é outro ponto extremamente abordado neste livro, sendo basicamente o tema fundamental de todo o romance. A diplomacia necessária para alcançar objetivos maiores, tendo que às vezes, unir forças com alguém que você nunca imaginou.

4Timothy Zahn consegue mais uma vez transportar em palavras a sensação que é assistir Star Wars, trazendo novamente personagens que amamos(além dos três principais), como Lando Calrissian (que tem um papel importantíssimo durante o livro) e aprofundando personagens que conhecemos no primeiro, como Mara Jade, a mulher que odeia Luke Skywalker. Neste livro entendemos as suas motivações e o porquê deste ódio pelo Jedi. Sem falar no já fodão grão-almirante Thrawn, que mais uma vez, se mostra o Sherlock malvado das galáxias, mostrando que ele não precisa da Força para governar a galáxia. Mestre C’Baoth também desempenha papel importante, tentando seduzir Luke para o lado negro da força.

A Edição da Aleph mais uma vez toma cuidado com este material, cometendo quase nenhum erro ortográfico, sendo possível talvez contar nos dedos de uma mão. E a arte da capa está muito bonita, principalmente se formos comparar com a capa original que era ridícula.

Leitura mais do que recomendada, mas não esqueça que este é o segundo livro, leia antes o “Herdeiro do Império”.

Extremamente ansioso para ler “O Último Comando”.

Acesse o site da Editora Aleph e encontre esses e outros títulos de Star Wars.

Nota 8,5 de 10.

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1