Uma resenha mais ou menos Enxuta sobre a segunda temporada de Stranger Things.

Falaí, Enxutada!!! Se vocês estão lendo esse post, é por que o Majjin parou de fazer “Coisas Estranhas” (HÃ? HÃ?) no Baile. A segunda temporada de Stranger Things estreou na Netflix no dia 27 de outubro de 2017 e na opinião desse que vos escreve, conseguiu continuar boa sem, no entanto, repetir o sucesso estrondoso da primeira temporada. A segunda temporada se passa aproximadamente após um ano dos acontecimentos mostrados na primeira temporada. Will continua vendo flashes do Mundo Invertido, Joyce tenta apagar os traumas do passado namorando um antigo amigo de escola e Hopper continua investigando a morte de Barbara e tenta manter todas as suas descobertas longe das crianças.

As referências aos anos 80 estão ainda mais presentes nessa temporada (os mulekes vestidos de Caça-Fantasmas foi legal demais) com grande destaque para as músicas de bandas e artistas famosos tais como Duran Duran, The Clash, The Police, Joy Division, Devo, Bon Jovi, Scorpions, Peter Gabriel, New Order, Cyndi Lauper e Corey Hart. Que tal ouvir essa trilha sonora na integra enquanto lê esse post?

Nessa nova temporada, tivemos algumas adições ao elenco regular da série. Vamos conferir?

A atriz Linnea Berthelsen estreou no papel de 008/Kali. Kali, é outra cria do Laboratório Nacional de Hawkins que fugiu anos antes da Onze (que a propósito, descobriu que se chama Jane Ives) e por isso, é mais esperta e conhecedora dos seus poderes. Ela vive com uma gang de rua e em dado momento, tenta fazer com que a sua “irmã” a ajude em sua missão: matar os médicos responsáveis pelo seu sequestro e pelos experimentos que realizaram nela. Kali tem a capacidade de entrar na mente das pessoas e fazer com que elas vejam ou deixem de ver coisas. A personagem nos faz imaginar sobre as outras crianças do laboratório e seus poderes. Até onde sabemos, há onze delas… mas podem existir mais, não?

Sadie Sink interpreta Maxine/Madmax. Maxine (ou Max), é uma nova aluna da escola que desperta o interesse de Dustin “agora tenho dentes” e Lucas. Os dois acabam por se envolver em uma disputa por causa da nova amiguinha (Lucas se dá bem), que acaba entrando pro Clube dos Perdedores pra turminha e causando ciúmes em Onze. No mais, foi uma personagem pouco desenvolvida e que deve ser melhor trabalhada nas próximas temporadas.

Dacre Montgomery Ranger Vermelho interpreta Billy Hargrove, o meio-irmão mala de Maxine. Ele é o típico irmão mais velho que tem raiva por ter que tomar conta da irmã mais nova e modelo de bad boy dos anos 80. Sinceramente, foi o personagem mais fraco e chato dessa segunda temporada.

Sean Astin, o eterno Sam Gamgee de Senhor dos Anéis (e que também interpretou Mikey Walsh no filme The Goonies de 1985) interpreta Bob Newby, o personagem bonachão que faz par romântico com Joyce Byers. É um personagem que apesar de ser gente boa e que em dado momento, tem uma participação crucial na trama, entrou na série apenas para morrer.

Paul Reiser interpreta Sam Owens, o novo diretor de operações do Laboratório Hawkins. Ele me aparentou ser um personagem bem dubio, que em certos momentos, aparenta ser bem menos filha da puta que o seu antecessor. Mas não se enganem: esse é o típico personagem manipulador que sabe tirar partido das pessoas e situações para se safar.

Brett Gelman interpreta Murray Bauman, um repórter excêntrico, fracassado, apreciador de vodka e outros baratos. Murray é um obcecado por teorias da conspiração e chega a Hawkins para investigar um arquivo morto. Contratado pelos pais de Barbara para descobrir o paradeiro da filha, ele acaba ajudando Nancy e Jonathan a transar expor o que acontece no Laboratório Nacional de Hawkins.

Bem… esses foram os novos personagens introduzidos (UI) nessa temporada. Falando da temporada como um todo, ela se tratou mais da Onze/Jane. Ela descobre mais sobre si mesma, adquire mais controle sobre as suas habilidades, acaba encontrando enfim o seu lugar e um lar ao lado do Xerife Jim Hopper e até dá o seu primeiro beijo em Mike chato pra caralho. Outro personagem que foi melhor desenvolvido, foi o Steve. Ele se tornou um cara bacana (apesar do chifre que tomou) e além de ajudar a turminha, se tornou uma espécie de “irmão mais velho” de Dustin. Gostei também terem dado um desfecho para a morte da personagem Barbara Holland.

Para a próxima temporada, espero ver a volta do Dr. Martin Brenner (que foi bem citado em vários momentos e flashbacks que deixaram subentendido que ele está vivo), algumas das outras crianças do laboratório e um desfecho descente contra a criatura com tentáculos. Ah, outra coisa que eu espero ver, é o Xerifão enfim dar uns pegas na Joyce, pois a todo instante, eles ficam relembrando os momentos do passado e pinta o maior “climão” entre eles.

E aí, Enxutada… assistiram a segunda temporada de Stranger Things? O que acharam?  O que esperam ver na terceira temporada? MIMIMIzem aê nos comentários!!! Sabem o que eu queria ver na próxima temporada? A Barbara virando zumbi e voltando pra se vingar da Nancy, essa amiga pau no cu!!! POR FAVOR, NETFLIX… NUNCA TE PEDI NADA!!!

  • Bizarro

    Foi legal, mas foi bem mais fraca que a temporada anterior. Td foi muito previsível e algumas coisas foram desperdiçadas (esperava mais do monstro de sombras).

    • Também fiquei com essa impressão quanto ao monstro das sombras. O desfecho contra ele deve acontecer na próxima temporada.

  • starscream2

    Ah, caras, essa série não é essa Coca-Cola toda. A segunda temporada é “mais do mesmo”. Há poucos momentos em que o expectador é surpreendido. A segunda temporada é nitidamente mais fraca do que a primeira; o que a salvou foram as boas participações de personagens legais, como o Murray e Dart. A trilha sonora dispensa comentários.

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Trilha FODA!!!

    Eu gostei da segunda temporada…MUITO!

    O post poderia ter uns extras com a mãe da Nancy.

  • [Better Call Harvey]

    WHY BOB NEWBY WHY? WHY SUPER HEROS HAVE A DIE :,(

  • Frogwalken

    GADEOSA By JJotson gritando: ” machistas não passarão e o Erza Scarlett Miller é um viadão! ”

    https://www.bleedingcool.com/2017/11/13/gal-gadot-misogynist-wrath-upon-world/

  • Frogwalken

    Tenho que rever a Primeira Temporada, mal assisti o primeiro episódio e baratos LOKOS aconteceram.

    – Falta de Energia

    – Escuridão Total

    – Olhos Vermelhos no Guarda-Roupa

    – Regras Ilógicas de D&D que dão apenas -4 de penalidade para lutadores CEGOS!

    • [Better Call Harvey]

      isso na tua casa?

      • Frogwalken

        Sim, no começo da noite

    • Eu maratonei a primeira temporada antes de ver a segunda.

  • O_Comentarista

    Eu achei a temporada tão boa qto a primeira. E deixou várias pontas para a próxima.

    E o Brenner tá morto. Só rever o último episódio da primeira temporada.

    • Orelha

      Pra mim fluiu ate melhor que a primeira temporada

  • O Pistola Polvo Aranha

    Nem vi e nem devo ver

    • eu cretino

      [2]

    • Por que, xuxu? Desabafa aqui com a gente.

  • Anubis_Necromancer

    Eu também consolaria uma viúva como a Joyce^^

    • [Better Call Harvey]

      Prefiro a mães da Nancy que tá facinho 😀