Banner Superior 19

A hq que todos amam odiar recebe a sua análise. Mais uma vez, Dan Slott cumpre o prometido e realmente mudanças importantes acabam acontecendo nesta edição, com reflexos para os demais títulos marvetes. Spoilers ahead, folks, na verdadeira  Resenha Enxuta: Superior Spider-Man #19

Pois bem, caros Enxutos, como o UOL fez questão de apagar todo nosso arquivo (salvo uma reviravolta improvável), não tenho como indicar leitura dos posts passados. Sendo assim, um breve resumo para lhe posicionar sobre o que está rolando: acontece um problema em 2099 quando a realidade daquela linha temporal começa a se desfazer. Como envolve a Alchemax, Miguel O’Hara, aka Aranha 2099, entra na brincadeira para descobrir o que está rolando. O lance é que há um problema em 2013 (hoje) justamente no Laboratório Horizon e Miguel se vê obrigado a retornar no tempo, caso contrário Tyler Stone (seu pai) será apagado da existência. No presente, Tiberius Stone (pai de Tyler) arma um esquema para tomar o controle técnico da Horizon das mãos de Max Modell (cientista amigo do Peter). Para tanto, rouba informações preciosas e consegue fazer um acordo com a dona da Al Chemical para que esta adquira a Horizon e o torne cientista chefe. Por fim, Oquinho se envolve na parada para deter Tiberius e isso o leva a confrontar o bendito O’Hara, pois, assumidamente, Oquinho aparentemente iria mata-lo. Ao cabo da última edição, um dos cientistas da Horizon usa o portal para voltar ao passado e pegar provas de que Tiberius cometera fraude contra Modell. A ‘porta temporal’ dá xabu e Miguel surge para ajudar. Mas eis que Oquinho, que também estava no Laboratório para ‘recuperar’ algumas de suas invenções, o vê, ataca e o desacorda, deixando assim o gancho para esta edição…

previa

Após uma longa introdução, aos spoilers. A edição começa com a Espectro e a Detetive Carlie em uma perseguição em um país genérico do Caribe. As duas estão em perseguição a um famoso banqueiro do submundo, o qual trabalha com as mais diversas organizações criminosas do Mundo Marvel. A princípio, Espectro ataca o carro do meliante, sem sucesso. No entanto, as duas seguem na perseguição…

1

Nos Laboratórios Horizon, Oquinho é ‘repreendido’ pelos demais por ter desacordado o Aranha 2099, afinal este afirmara que está tudo prestes a explodir e sabia como evitar esta situação. Modell inicialmente culpa o ‘superior’, mas os demais cientistas revelam as descobertas do passado, quando viram o que Tiberius fizera. Pelo relato, o portal fugira do controle por conta de Tiberius ter usado as partículas alpha do Parker que vale (vide a edição ASM #692.. #pombasUOL!) e alguns outros artefatos. Oquinho assume uma posição pró-ativa e ordena a cada um dos cientistas a fazer determinada atividade, pois tem um plano para resolver a questão. Quando Modell e uma cientista atestam que somente o Aranha 2099 pode evitar a explosão, Oquinho, como sempre ‘humilde’, manda logo um ‘sou superior a qualquer outro aranha em todos os tempos e realidades’…

2

E chegamos ao momento mostrado anteriormente neste post aqui. Modell insiste que há algo relacionado ao Tiberius e que somente o 2099 poderia ajudar. Oquinho desdenha. Entretanto, Modell atesta que precisam do Peter Parker, tendo em vista que somente ele é o único que resolveu uma equação para evitar que o vibranium explodisse (menciona algo relacionado a uma fábrica de tempo e espaço, claramente fazendo referência a alguma edição passada que, infelizmente, não li. Quem leu, fique a vontade para explicar). Enfim, Oquinho se vê obrigado a lembrar a bendita fórmula:

3

A cena a seguir, agora completa, mostra Oquinho relembrando as memórias que acessou de Parker e forçando para saber algo da fórmula. Ao fundo, embaixo, nas sombras, vemos alguém se levantar em meio a escombros de rochas. Vale lembrar que na cena onde o Parker que vale ‘morre’, o herói é soterrado. Não há menção direta, mas fica claro. Parker está lá e aparentemente consegue surgir…

5

Resumindo para não me estender muito mais. Há uma passagem de oito minutos quando Oquinho é chamado por Modell. Neste meio tempo, Tiberius monta aquilo que o Superior pretendia, mas falta a bendita fórmula do Parker. Modell ordena a todos a sair, enquanto Oquinho tenta evitar a destruição. Miguel acorda e meio grogue diz que o Parker está ali, pouco antes de todos saírem (não o levam a sério, pois acham que está delirando). Inicialmente, O’Hara segura Tiberius não o deixando fugir, seguro de que fará um futuro melhor se deixar seu avô morrer com ele. No último instante, Miguel declina quando Tiberius mostra incerteza de que os parentes e amigos de O’Hara realmente ficariam fora de perigo. Assim, fica somente Oquinho, sempre arrogante, dizendo que é tem a mente superior, mimimi, vai resolver tudo, blábláblá… mas não consegue e tudo vai para os ares.

6

Fechando. Em 2099, Tyler Stone vê que tudo está ok com a sua pessoa e a linha temporal se manteve. Como ‘recompensa’ ao Miguel, destrói a máquina do tempo, deixando o Aranha 2099 preso em 2013. O’Hara mantem uma versão de ‘pulso’ de sua holograma e descobre que tudo ficara bem no futuro. Segue o Baile e outra mudança importante acontece: como a mãe do filho do Norman é casada com o acionista majoritário da Al Chemical e usando as propriedades intelectuais adquiridas da Horizon, as empresas Oscorp e Al se fundem, surgindo a Alchemax. A parte do Miguel termina com o próprio sendo contratado como assessor especial de Tiberius Stone, deixando o gancho para a sua hq …

Superior Spider-Man 019-015

Por fim, Oquinho acaba ressurgindo por obra e graça de Modell (há uma explicação a la Dr. Who) ao rastrear as partículas temporais e localizar a sua força vital. É, pois é…

retorno

Superior tenta retornar a vida normal, achando meio estranho ter fica desaparecido por volta de oito horas e não se lembrar de nada. Ao voltar para casa tem diversas ligações da Tia May e da MJ. Ainda arrogante, decide ligar para dar um basta com a ruiva, mas acaba levando um fora antes: MJ nada mais quer com ele. A hq termina com Espectro e Carlie no esconderijo do banqueiro e descobrindo que a origem do dinheiro que financia o Superior Spider-Man é proveniente de uma conta clandestina do Dr. Octopus…

fim

Comecemos pelos rabiscos de Ryan Stegman. Definitivamente não curto a sua visão para os heróis, independente de quais sejam. O traço até que é bacana para rabiscar pessoas ‘comuns’ e para os cenários. Entretanto, tanto o Superior quanto o Aranha 2099 ficaram estranhos a meu ver. Um pouco melhor que edições anteriores, principalmente no tocante as proporções, mas realmente não aprecio muito o estilo. Destaque para a mescla da arte atual com a antiga, representando as memórias do Peter que vale.

E o nosso ‘amado’ Dan Slott… Admito: o escritor tem uma estratégia realmente brilhante. Quando o bendito Oquinho começa a esmorecer em matéria de ‘novidades’, o autor volta a chamar a atenção para o personagem, insinuando de forma nem tanto sutil a possibilidade de Parker ainda estar na atividade. Assim, consegue de uma tacada só chamar a atenção dos leitores antigos e ainda manter a chama acesa com os novatos que curtem o Aranha matador e violento.

Como habitual, a estrutura narrativa é bem dinâmica e consegue prender a atenção desde o início, mantendo um ritmo de ação bem escalonado com as reflexões. Muita coisa acontecendo e sempre referenciando a um fato ou outro da cronologia ‘slottiana’. Neste caso específico, aproveitou o gancho do Universo 2099 para direcionar uma nova linha, marcando o fim da emblemática Oscorp (até quando, não sabemos).

Como tudo não é isento de erros e há as benditas soluções ‘mágicas’ ou fáceis. A forçada de mão para trazer o Oquinho foi evidente, mesmo sendo tecnicamente defensável. O Oquinho e sua já tradicional tentativade se mostrar Superior enchem as medidas, mesmo após um longo período ‘vivendo’ como um herói. Sempre quer se mostrar melhor que o Parker, só que desta, pela primeira vez, não foi possível. Ademais, por que o bendito Slott não fez isso tudo com o Parker e não com o troca-troca? $abemos o porquê.

Enfim, a contagem regressiva para a volta do Parker que vale parece ter começado. Há muito ainda a acontecer e o Superior continuará por um bom tempo. No entanto, já é um alento. Pena mesmo que o Slott não tenha buscado desenvolver histórias com o Parker que vale e não ter inventado essa lenga lenga de Superior. Teria sido realmente mais proveitoso, apesar dos pesares…

Nota? É o Oquinho e, por princípio, não existe….


Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1