Superman Lois and Clark #1

O Superman que vale está de volta!

Pois bem, caros Enxutos, Enxutetes e Trutas em geral. Para quem não sabe, ou não se importa, a megassaga Convergence da DC, apesar de meia-boca, serviu para um único e importante propósito: fazer com que a Crise Original tivesse seus efeitos revogados e TODAS, TODAS as Terras do Multiverso voltassem a existir. Desta forma, os Nem Tão Novos 52 são apenas mais uma daquelas realidades e que, por algum motivo a mim desconhecido, a DC Comics decidiu manter como sendo ‘a’ Terra a ser acompanhada. Há questões mercadológicas? Há o fato de algum leitor novato não precisar saber o que ocorreu antes, ‘zerando’ a cronologia? Sim, é bem óbvio que sim. Entretanto, todavia, contudo, parece que aos poucos a editora do Batman e seus Amiches parece entender que há um leque grande de leitores não restritos tão somente aos jovens que curtem os Novos 52. E com esta explicação que consta de forma resumida e informativa desta hq que começamos nosso bate-papo.

Lois and Clark01

A história em si nos indica que o Superman pré-Flashpoint liderou a equipe (Jordan Parallax, Supergirl e Flash Barry) que conseguiu derrotar o Anti Monitor na Crise Original. Tal fato se passa por conta de Convergence, como dito anteriormente. Por algum motivo não explicado, Clark e Lois acabam retornando ao mundo dos Novos 52 e presenciam o primeiro encontro de Darkseid com a Liga da Justiça, onde o Azulão a tudo observa e quase intervém para ajudar a equipe. Por conta da diferença de realidade, especialmente por já existirem heróis e estes não serem vistos com bons olhos, Superman decide abandonar a capa e cuidar de sua família.

Superman Lois and Clark #4

Bem, mais ou menos, afinal ele é ou não é o Super que vale? Na verdade, abandona o uniforme da cueca por cima das calças, mas continua a agir nas sombras, sem se revelar ao mundo. Então, passa a usar o uniforme negro. A família adota o sobrenome White e vive em uma fazenda. Alguns anos se passam e Jonathan, o pequeno rebento remelento, está na escola e aparentemente desconfia sobre algo relacionado ao pai. Enquanto Lois escreve livros investigativos bombásticos (sem revelar seu nome), Kent parece estar mais fraco que outrora. No entanto, segue sua vida heroica tentando evitar que alguns de seus antigos inimigos pudessem causar algum mal a Terra. Neste caso, surge a oportunidade para evitar o acidente que transformou Hank Henshaw, aka Superciborgue, em um super ser. Mas será que Kent conseguiu seu intento?

Lois and Clark0

As análises. Lee Weeks faz um trabalho correto e tem seus momentos. Não é excepcional e também não compromete, o que hoje em dia é algo raro. Dan Jurgens, salvo eu estar sendo cometido de saudosismo crônico, consegue imprimir ‘veracidade’ nesta realidade fantástica. Apesar de inicialmente achar que o Superman teria participado da luta contra Darkseid, ficou claro que ele estava prestes a ir, só não o fez quando Cyborg no último minuto salvou o dia. Fora este detalhe e a ausência de explicação do porquê o mundo pós-crise não poderia ter continuado e Lois e Kent lá permanecessem, as demais situações são condizentes com o herói que estou habituado.

Assim, a DC abre possibilidade para que diferentes faixas etárias acompanhem os quadrinhos. Sei que esta é uma mini, mas ver um herói maduro e mais ‘clássico’ é o que muitos dos ranzinzas queriam. Resta saber se estes mesmo ranzinzas são apenas poucos ‘barulhentos’ da internet ou se são um mercado grande o suficiente para bancar esta proposta. Sinceramente? Acho que não. Mas fiz meu papel e, apesar do US$ alto, a DC ‘takeou meu money’.

Nota 8,0 / 10

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1