Vamos conhecer o Quarteto Fantástico da DC?

A história começa com o Sr. Incrível chegando nas Indústrias Stagg e exigindo ver o dono. Um guarda-costas chamado Java diz que o Sr. Stagg é um homem muito ocupado e que está surpreso por ele concordar em vê-lo. Incrível diz que Simon Stagg roubou a Incrívetec dele, portanto, é bom o cara arranjar tempo para vê-lo. Java diz que as Indústrias Stagg adquiriram a companhia quebrada dele legalmente enquanto ele estava na sua “Cruzada Multidimensional” (em Dark Nights: Metal). Incrível diz que não está ali para discutir a legalidade da empresa dele e sim, por que uma das suas Esferas-T o alertou sobre em qual dos antigos projetos dele o Stagg estava mexendo.

Java diz que não sabe do que ele está falando, mas ao chegarem no centro de pesquisas, fica evidente que Stagg está mexendo com o que não devia: o cara está usando o equipamento do Sr. Incrível para tentar abrir um portal para o Multiverso Sombrio. Com relutância, Stagg admite que aquilo está além da sua capacidade, pois ele abriu o portal, mas não sabe como fechá-lo. O Sr. Incrível vê Metamorfo preso à algum tipo de maquinário e decide convocar o seu apoio. O Sr. Incrível tenta falar com Metamorfo, mas ele não entende nada. Sapphire (filha do Stagg) explica que assim que o seu pai abriu o portal, Rex (Metamorfo) se transformou nesse metal e enlouqueceu. O Sr. Incrível descobre que o metal no qual Metamorfo se transmutou, é o Metal Enésimo. Metamorfo consegue se soltar e vai para cima deles.

O Sr. Incrível grita para Stagg fechar o portal, e o velho responde que não sabe como. Metamorfo, Sr. Incrível e o tal “apoio” caem no portal para o Multiverso sombrio. O Sr. Incrível manda o seu apoio (que todos já devem saber que se trata do Homem-Borracha) protegê-los e o cara faz isso da maneira mais hilária: engolindo eles. Lá dentro, Metamorfo explica que estava fora de si e conta que atravessou o portal a pedido do Stagg. Sr. Incrível explica que foi a energia sombria daquele lugar transformou ele e pergunta ao Homem-Borracha qual é a última coisa que ele se lembra. Borracha diz que se lembra de estar na Batcaverna com o Batman tratando de uma missão supersecreta, mas depois disso, tudo ficou confuso. Ele pergunta quanto tempo ficou fora e Incrível responde que foi bastante tempo.

Continuando, Incrível diz que Batman sabia que a singular estrutura molecular dele tinha uma reação única com as energias do Multiverso Sombrio, por isso, o enviou como uma sonda, mas quando ele retornou, ficou em estado dormente. Ele completa a explicação dizendo que parece que o contato com o Multiverso Sombrio reverteu os efeitos, mas não sabe por quanto tempo. Borracha diz que se lembra de algumas coisas e fica puto por ele e o Batman o terem posto para dormir. Incrível se justifica dizendo que eles não podiam arriscar abrir o portal novamente. Puto, Borracha diz se sentir usado. Uma das Esferas-T capta um sinal de massa terrestre abaixo deles (o que segundo ele, é teoricamente impossível). Eles vão investigar (tomando as devidas precauções) e acabam descobrindo que não estão em um planetoide.

Eles são atacados por algumas criaturas e a porradaria estanca!!! Em meio ao quebra, eles encontram uma mulher. Ela pergunta se eles são reais – e eles respondem que sim. Ela diz que está a muito tempo ali. Metamorfo pergunta se ela é algum tipo de fantasma e ela responde que está na sua forma intangível, porém, desde que chegou ali, não consegue mais voltar para a forma tangível. Eles perguntam quem e de onde ela é. Ela responde: “Meu nome é Linnya Wazo. Eu sou de Bgztl.”.

Recomendação do Sorg

Incrível diz que captaram o pedido de socorro dela, mas Linnya diz que não enviou nenhum pedido de socorro. Incrível rastreia o pedido de socorro até uma nave e ao acionar um dispositivo, aciona a seguinte mensagem holográfica: “Meu nome é Tom Strong. Se estiver vendo esta gravação, significa que eu provavelmente já estou morto! O que quer dizer que cabe a você salvar o universo.”. E com isso, chegamos ao final. Vámonos às analises?

O argumento de Jeff Lemire é até legal… para uma primeira edição, gostei. Nota 7,0

A arte ficou por conta de Ivan Reis e Joe Prado. Dizer o que? Ficou bom demais!!! Nota 8,5.

Bem Enxutada… tai a Resenha Enxuta de The Terrifics #01. O que acharam dessa bagaça? MIMIMIzem aê nos comentários.

Para mim, o grande mérito do título The Terrifics #01 foi sacanear prestar uma belíssima homenagem ao Quarteto Fantástico. Lendo a revista, você sabe exatamente qual personagem equivale ao personagem do Quarteto. Até o alivio cômico entre o Coisa e o Tocha Humana estão presentes. Outra grande sacada, foi reunir esses personagens que estavam meio esquecidos ou deixados de lado e reuni-los em uma equipe. Outro lance que achei legal, foi o cuidado que tiveram em preservar as características das personalidades e dos visuais dos personagens. Gostei dessa primeira edição. Vamos “aguardar para ver” as próximas.

The Terrifics, é uma sequência (ou consequência) de Dark Nights Metal, então, quem acompanhou os eventos dessa trama, será capaz de se inserir ainda mais na história. Você pode até pensar que Linnya Wazo é a Phantom Girl (a Etérea, como foi chamada no Brasil) da Legião dos Super-Heróis, mas nada indica que seja a mesma pessoa (apesar de ter o nome parecido, vir do mesmo planeta que Tinya Wazzo, ter o uniforme bem parecido além é claro, dos poderes iguais). Esse, talvez seja um dos grandes mistérios à serem desvendados na revista.

Agora… Tom Strong??? PORRA, LÁ VAI A DC REVIRAR (AINDA MAIS) A LIXEIRA DO MOORE!!! #OPUAIPIRA!!!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1