Mulher Maravilha e os Caçadores da Memória Perdida #1

Salve, salve, cambada de Enxutos e Enxutetes que também vivem esquecendo as coisas. Eis mais um ‘number 1’ para a alegria dos acionistas da Warner / DC. O que aconteceu antes desta edição? Relembre aqui a ‘polêmica’ nota alta dada por este vosso escriba

capa

Tá, vamu que vamu. Estamos nas florestas de Bwunda (eu disse bWunda), onde Diana está a beira de um precipício recitando o ‘novo mantra’ da DC: a história continua mudando/eu preciso saber a verdade. Enfim, Gadot que vale salta em direção a floresta abaixo , sem não antes mencionar que precisa falar com alguém não determinado e afirma não ter outra opção. Sabe não ser benvinda, mas precisa conversar. Ao chegar ao solo, afirma ter vindo em paz, mas que daria três avisos para evitar o confronto.

2

Corta a cena e estamos em Langley, Virginia. A Comandante Etta chega atrasada por conta do tráfego e logo pede atualização dos fatos. A assistente menciona 18 homens armados e que a MM fora vista no mesmo país momentos antes. Erra, digo, Etta faz contato com a equipe e, com alguma dificuldade, consegue um status atual. Trevor e sua trupe estão sob forte ataque, mas conseguem se livrar da emboscada.

Recomendação do Sorg

3

De volta a Diana, continua caminhar selva adentro e encontra uma enorme escultura feita de crânios e ossos de animais e pessoas. Galdot que vale continua a falar em voz alta, inclusive atestando não saber o quanto tempo seu/sua amigo(a) havia caído para o lado negro afrodescendente da Força, haja vista que todas as mortes até ali haviam sido realizadas por esporte. Rola um segundo aviso e, agora, são algumas criaturas que a espreitam ao longe. Continua a caminhar pela mata, onde chega a um morro descampado, lotado de criaturas. Ali, novamente afirma vir em paz, no entanto dá (UEPA) seu terceiro aviso. E aí o pau come solto.

5

Trevor. Etta desconfia que o seu comandante dedodurou a missão para Diana e por isso a MM teria aparecido. O louro agora barbudo afirma que há tempos não fala com sua friendzone e finalmente chega a uma tribo. Lá questiona o líder sobre o cidadão o qual está atrás de você, mas o chefe diz que chegaram tarde. O vilão chamado Cadulo viera e roubara as filhas da aldeia…

4

Fechando. Galdot que vale detona as criaturas. Então outro alguém surge e dentes afiados são mostrados. MM não reage aos ataques e pede para ser ouvida. A hq termina assim:

6

Comecemos a la Jack, pelas artes. O lápis ficou por conta de Liam Sharp e cores com Laura Martin. Óia, curti. Tem um excesso de sombra as vezes, suja um pouco aqui e acolá em alguns momentos, mas no geral possui bons detalhes e fluidez nas cenas de ação. Algumas expressões são detalhistas, apesar de ter sentido algum desconforto com variações no rosto de alguns personagens, no entanto isso é coisa de perfeccionista. Está valendo.

E o enredo de Greg Rucka que gerou certa discordância entre este vosso escriba e alguns leitores. Discordância saudável, sem brigas. Só um que foi banido da existência e outro que perdeu um braço, coisas normais… bem, deixando a palhaçada sem graça de lado, hoje estou encarando quadrinhos com a mente aberta, ainda mais considerando o rebu que está a ‘cronologia’ da DC onde tudo (e nada) valem. E ao mesmo tempo! Por conta disso, apesar de achar o trabalho de Azzarello muito bom, não culpo Rucka por sair em uma linha diferente, abordando a dúvida atual da DC sobre o que vale e o que não vale. Reconsiderar o passado recente e o mais antigo, ‘descobrindo’ o que seria a ‘verdade’ do momento, faz parte da estratégia do autor e cabe me julgar, ou melhor, opinar se gosto da narrativa ou não.

Apesar de achar desnecessário este ‘revival’ e entender que diante da zona atual fica difícil fazer algo diferente (ou ignorar totalmente as versões do passado), a estrutura narrativa da história agrada ao deixar o mistério no ar. Possui menos ação que o habitual, ainda mais se comparada com a Action Comics, entretanto consegue ainda manter a atenção para como isso irá terminar.

Enfim, com boa arte e um mistério a ser desvendado, acabou me prendendo. Não é uma maravilha, com o perdão do trocadilho, mas não ofende muito. Salvo seja fanboy radical da fase Azzarello e não queira que o personagem volte ao que era antes dos N52. Na boa, não adianta reclamar, aceite que dói menos …

Nota 7,0 de 10

E a enquete da semana!!!

E sim, as hqs da próxima semana que estreiam na DC são… enfim, essas mesmos

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1