PPX2

Após uma semana conturbada, o BdE está de volta e com as Resenhas mais esculhambadas da blogosfera. Sem mais, clica aê e confira Resenha Enxuta: Resenha Enxuta – X-Men #6 (Battle of The Atom #7)…

X-Men-v4-006-(2013)-(Digital)-(Nahga-Empire)-01

Salve, salve, caros Enxutos. Chegamos à sétima edição das dez previstas para a saga comemorativa aos 50 anos dos X-Men. Nem vou tentar explicar muito a X-Salada temporal, mas, caso queira saber mais detalhes… X-Men do Futuro vem ao presente para garantir que os X-Men do Passado (os originais) voltem para o seu devido tempo. No entanto, os Originais desconfiam destes X-Men do Futuro. Enquanto Jean e Scott fogem, Homem de Gelo e Fera seguem a Magia e vão para um futuro ainda mais distante, descobrindo os verdadeiros X-Men. Por fim, após uma batalha telepática a Jean do Bonde dos Novim derrota sua contraparte do Futuro, mas descobre que algo muito ruim realmente vai acontecer e decide que é necessário voltar ao passado. Junto com os X-Men (os do futuro e os atuais), voltam para a Escola Jean, ponto este onde nos encontramos agora. Confuso? Sim, é mesmo…

X-Men-v4-006-(2013)-(Digital)-(Nahga-Empire)-02

Sem mais delongas, aos spoilers. A história começa na Escola Jean Grey, com a Jubileu acordando com seu ‘filho’ aos berros. Descobre que Bobby e Hank do Bonde dos Novim deixaram seu pimpolho com Broo e a criança não gostou muito da situação. Mais tarde, Jubileu troca umas ideias com duas jovens mutunas as quais uma delas diz ter criado uma espécie de amuleto para o jovem Shogo (o ‘filho’ de Jubileu), para protegê-lo dos perigos…

Recomendação do Sorg

Segue o Baile e agora estamos no Blackbird, onde Logan pede um ‘papo-cabeça’ com a Rachel Grey. A mutuna, um pouco a contragosto, aceita a conversa e recebe um pedido do Wolverine: precisa que Rachel, discretamente, sonde a mente dos ‘X-Men’ para saber suas verdadeiras intenções. De acordo com o velhaco, há algo de errado com eles, apesar de não saber o que. A mutuna acaba acatando a sugestão, apesar dos riscos.

Já em terra, o grupo de mutantes chega e há certo clima de despedida no ar. No entanto, as coisas mudam de figura quando um das mutunas parceiras de Jubileu responde ao neto do Xavier que Bobby e Hank se foram. O careca se enfurece e usa seus poderes para destrinchar a mente da jovem mutante e averiguar que realmente ela não mentira. Logan toma as dores da colega e segura ‘Charles’, pedindo para amenizar a situação. ‘Xavier’ é deveras rude, justo no momento em que Rachel atesta que Logan estava certo, há algo de errado com os mutantes. Aproveitando a deixa, ‘Xavier’ ordena para que ‘Kitty’ faça o que tem a fazer e assim descobrimos que ela na verdade é o ‘filho’ de Logan (aparentemente com a Mística) disfarçado…

X-Men-v4-006-(2013)-(Digital)-(Nahga-Empire)-09

Em outro lugar, Xorna também é rude com a Jean, fazendo com que Scott a defenda. Neste momento, Xorna recebe orientações de Xavier afirmando que foram descobertos. Assim, usa de supetão seus poderes psíquicos para desacordar a todos. Salva-se apenas o McCoy velhaco, ainda sim com alguns ferimentos.

De volta à cena anterior, descobrimos que Logan está sem seu fator de cura (algo relacionado a sua mensal), fato este destacado pelo seu filho azul. O pau come solto, mas a balança pende para os X-Men do Futuro. Ao fim, resta apenas a Psylocke (surgida do nada) como o último bastião da resistência.

Fechando a resenha. Os X-Men do Futuro dominam a Escola Xavier, mitigando todos os sistemas de defesa e prendendo os professores e alunos em suas respectivas salas. No lado de fora, os Uncanny X-Men liderados pelo Destemido Líder Vida Loka chegam ao local, mas a uma distância segura. Para reconhecimento do lugar, enviam o Sentinela X (o Homem de Ferro genérico). O bendito descobre Jubileu, o bebê e uma das mutunas saindo do lugar. Para nossa surpresa, o Sentinela X reconhece a voz de Jubileu. E isso não é por menos, afinal ele é o bendito Shogo adulto e revela sua identidade para sua ‘mãe’. A hq termina com a Psylocke os encontrando e ferida…

X-Men-v4-006-(2013)-(Digital)-(Nahga-Empire)-22

Em linha gerais, o trabalho de David López é o que há de melhor na hq. Com uma boa escolha de cores, proporções adequadas e cenários razoáveis, a história acaba fluindo bem neste quesito. Não é um espetáculo, mas dá para o gasto.

Em relação ao enredo, Brian Wood repete a mesma fórmula da edição anterior desta saga sob seus auspícios: volta a forçar um pouco a mão para dar visibilidade as X-Woman, ficando um tanto evidente isto e prejudicando um pouco o andamento já um tanto confuso da história.

Enfim, entre mortos e feridos é uma hq mediana, para baixo. Não empolga e é previsível nas reviravoltas, prometidas há algum tempo. O post valeu mesmo só pela arte sacana do Dr. Manhattan para o banner…

Nota 5,5

Excepcionalmente não teremos a enquete da semana. Na próxima quarta (16/10), iniciamos um novo ciclo e voltamos ao habitual, ok?

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1