Jean Grey voltou para um mundo muito diferente daquele que ela conhecia. Ela precisa fazer alguma coisa e para isso, reuniu uma nova equipe de X-Men. (E TEM CAPA VARIANTE DO MESTRE L!!!)

Heather acorda ouvindo uma voz na sua cabeça dizendo para ela fugir pela janela, pois “eles estão chegando”. A menina obedece, mas ao chegar no solo, se vê cercada por pessoas portando tochas e armas (e ente eles, está a mãe dela). A menina se encolhe e grita que não é uma Mutante. Eles atiram nela, mas Jean Grey projeta um escuto telecinético e impede que as balas os atinjam. Wolverine (Laura Kinney) entrega a menina à Noturno (Kurt Wagner) que obedecendo à ordem de Jean, teleporta todos dali. Após alguns “BAMFS”, eles se reúnem à Namor, Gentil, Trinária e Texugo-Do-Mel (Gabby Kinney, clone de Laura). Assustada e desorientada, Heather pergunta onde está. Jean responde que eles estão no Subcérebro, à novecentos metros de profundidade e que ela está segura, pois o ódio não irá até ali.

Corta pra Ilha Roosevelt em Nova York, dois meses atrás: dois caras roubam o carro de uma mulher e descobrem que há um bebê no banco traseiro. O bebê começa à chorar cada vez mais alto… tão absurdamente alto, que faz os seus raptores desmaiarem e perderem a direção. Wolverine e Texugo-Do-Mel conseguem se aproximar do carro desgovernado. Laura coloca a mão na boca do bebê e o grito cessa. Só que o bebê consegue chorar com mais força e isso praticamente derrete a carne da mão de Laura. Jean e Noturno chegam e conseguem controlar a situação. Mais tarde, Jean explica à mãe do bebê que é raro poderes mutantes se manifestarem antes da adolescência, mas que pode ocorrer devido à um grande estresse. Jean avisa que deu uma sugestão psíquica ao bebê para que ele não chore mais e que o seu associado Hank McCoy vai criar um colar inibidor para Toby (o nome do bebê). Jean diz que assim que crescer, ele pode buscar ajuda para controlar o seu poder no Instituto Xavier. Ela avisa que haverá consequências pelo o que aconteceu e estará monitorando a situação.

Recomendação do Sorg

Nos dias seguintes, a mídia apelida Toby como “Bebê Bomba”. Em um programa de TV, Jean assiste um debate no qual um dos envolvidos afirma que as Nações Unidas já planejam uma reunião para discutir o aumento de incidentes relacionados aos Mutantes. Ele defende testes genéticos no útero e a apresentadora pergunta: “Com qual propósito? Se descobrirem que um nascituro possui o gene Mutante, o que será feito?”. “Exatamente o que deve ser feito. Estou farto do politicamente correto atrapalhar nossa segurança.” – ele responde. Jean pensa que nunca viu o mundo tão furioso e dividido. Ela quer ajudar, mas não sabe como… mas vai descobrir.

Jean reúne algumas das maiores mentes da Terra em Wakanda e aprende mentalmente tudo o que precisa saber deles para pôr o seu plano em execução: evitar que a Mutandade e os humanos se dilacerem e curar o mundo todo. Corta pro Instituto Xavier (alguns dias antes): Jean compartilha com Noturno a sua ideia. Noturno gosta e decide se juntar à Jean. Em seguida, ela vai à Atlantis e pede que Namor se junte à sua causa, pois pretende ir às Nações Unidas e precisará do respaldo de uma Nação. Algum tempo depois nas Nações Unidas, Jean se apresenta e fala pela Mutandade. Resumindo: ela diz que há países, onde é legal o aprisionamento de Mutantes sem acusação formal e em outros, até matar é permitido. Jean afirma que os Mutantes precisam de uma voz naquela organização. A Embaixadora do Reino Unido avisa que ela representa uma espécie, e não uma Nação, portanto, é Apátrida. Jean rebate dizendo que toda vez que eles tentaram viver de maneira independente ou isolada, se tornaram um alvo e foram massacrados.

A Embaixadora mimimiza que ela não pode esperar que eles acreditem que as mentes deles estão livres e que os seus votos não serão manipulados. Jean manda na lata que ela poderia estar em outro lugar e alcançar a mente dela facilmente, portanto, tudo se trata de confiança. Jean cita o Sonho de Charles Xavier e que eles são vistos como uma evolução. E finaliza falando telepaticamente com todos: “Estou lhe convidando, todos vocês, a evoluírem conosco.”. Atlantis e Wakanda reconhecem a Nação Mutante. Finda a sessão, Jean pede que o embaixador de Wakanda agradeça ao Rei T’Challa e se reúne à Wolverine e Texugo-Do-Mel que vieram assistir ao seu pronunciamento. A Embaixadora do Reino Unido pede para falar com Jean. Jean vai começar à fazer campanha para conseguir o voto dela, mas a Embaixadora pede para ela ignorar a postura dela diante das câmeras, pois era apenas para demonstrar força. Só que a tal Embaixadora diz que ela não pode se opor contra o poder de verdade, pois não é mais a Fênix. Ela se diz irritada, pois ela estava trabalhando em algo e ela arruinou a Embaixadora dela. Jean percebe tarde demais que há algo na mente dela, pois a mulher leva as mãos à cabeça que logo em seguida, explode. Para todos os que estão presentes, fica parecendo que Jean foi a responsável.

Os guardas das Nações Unidas atiram em Jean, mas ela é protegida por Namor e Wolverine. Noturno retira todos dali, sob os protestos de Jean, que queria tentar se explicar. Em outro lugar, descobrimos a responsável pelos acontecimentos é… Cassandra Nova. E com isso, chegamos ao fim dessa edição. Vámonos às análises?

O argumento ficou à cargo de Tom Taylor e sinceramente, achei tudo muito chato e arrastado. E para “coroar” o roteiro, ele revira a lixeira do Morrison e traz a Cassandra Nova de volta. Bem… achei bem nhé!!! Nota 4,0

A arte ficou a cargo de Mahmud Asrar com cores de Ive Svorcina. Olha, eu não sou fã do estilo do Mahmud, mas já vi desenhos dele melhores do. Sei lá, sabe? Simplesmente  não curti. Nota 4,0.

Bem, Enxutada… taí a Resenha de X-Men Red #01. O que acharam dessa bagaça? MIMIMIzem aê nos comentários. Eu achei tudo tão mais do mesmo… apenas mais um título dos X-Men e nada mais. E Jean Grey voltando à vida e montando uma outra equipe para tentar fazer tudo de um jeito diferente… peraí, onde é que eu já vi isso mesmo?

E por falar em reciclagem de ideias… já trouxeram o Rei das Sombras e o Proteus de volta em Astonishing X-Men… e agora a Cassandra? PORRA, MARVEL!!! QUE FALTA DE CRIATIVIDADE!!!

E pra salvar essa resenha e essa primeira edição de X-Men Red, só mesmo uma capa variante com a arte do INOMINÁVEL com o seu estilo único e inconfundível. DELICIAI-VOS:

JÁ É A MELHOR CAPA DE TODAS! JÁ É A MELHOR REVISTA DO MUNDO. CHUPAAAAAA DC!!! QUERO UMA EDIÇÃO INTEIRA DESENHADA PELO MESTRE L!!! 

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1