Que mundo é esse?!

Olá, Enxut@s, que curtem uma “lavagem branca” na cara!

Segundo o Deadline, A Vigilante do Amanhã: Ghost in The Shell, adaptação americana do anime para o cinema e estrelada pela Scarlett Johansson, está indo mal nas bilheterias e pode dar prejuízo a Paramount. O filme custou mais de US$ 250 milhões.

A Paramount, por sua vez, culpa a polêmica de whitewashing, ou “embranquecimento”, pela bilheteria fraca do filme. Para quem não lacra na problematização, Whitewashing é o nome dado à tendência hollywoodiana de diluir etnias e colocar caucasianos em papéis-chave para supostamente não perder o apelo do público americano médio. No filme, Scarlett Johansson vive a personagem major Motoko Kusanagi, originalmente uma nativa do Japão, e a história foi alterada para justificar a mudança étnica.

De acordo com o ComicBook, Kyle Davies, chefe de distribuição da empresa, disse que tinha esperança de melhores resultados no mercado norte-americano:

“Você tem um filme que é muito importante para os fãs, uma vez que é baseado em um anime japonês. Então você está sempre tentando encontrar a medida exata entre honrar o material de origem e fazer um filme para uma audiência de massa. Isso é um desafio, mas é evidente que os comentários não ajudaram.”

Será que isso foi mesmo o motivo do aparente fracasso do filme ou ele não se sustenta como uma obra de entretenimento? Quem o assistiu, favor responder nos comentários.

Não acredito que o embranquecimento da personagem seja algo tão grave para a maioria do público de cinema, que está mais preocupado com a ação e as explosões. Parece que fizeram uma adaptação cagada e estão usando o atual ativismo em redes sociais como desculpa.

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1