Retorno da treta civil com a segunda parte da Tie in do Robin!

Assim que cheguei no prédio onde ficava a sede do grupo chinês Raw Saturt, o qual tinha comprado o agora Baile dos Enxutos Incorporated, logo de cara percebi que havia algo errado: a recepcionista não estava pegando o telefone pra ligar pros seguranças e nem havia um cartaz a vista de todos com a minha foto escrito “Persona Muito Non Grata”. Bem, pelo menos geralmente era assim que eu era recebido na sede dos enxutos sempre que eu aparecia por lá pra receber meus dividendos. Mas dessa vez, muito pelo contrário, ela estava me servindo um café e pedindo, com toda a educação, para eu esperar um pouco, que logo seria atendido.  Certamente era nova, coitada…tive medo que depois dessa ela não ia durar no emprego por muito tempo.

Passei um bom tempo admirando o…PROFISSIONALISMO dessa secretária

Não muito depois, outro fato inesperado aconteceu. EU FUI ATENDIDO! Me levaram à uma sala de reuniões onde lá se encontravam o Sorg e um chinês, chamado: Rodarepmi! (“será que ele também era dono da Xiaomi?”, pensei cá com meus botões). Mas apesar do nome esquisito, o mesmo era muito amável, por sinal. Já o velho cão sarnento se encontrava com os olhos vermelhos, assassinos, as garras prontas pra arrancar o pescoço de quem o encarasse por mais de 5 segundos, e a mandíbula com seus dentes afiados babava feito um cão raivoso…ou seja, estava como sempre!No entanto, uma coisa me deixou com a pulga, que desta vez não era uma das do Sorg, atrás da orelha . Ao contrário do que era normal, ele não estava inventando nenhuma desculpa pra sair de fininho, nem fingindo que não me conhecia só pra não ter que colocar a mão no bolso e pagar meus dividendos. Apesar disso, já esperava ouvir mais um monte de desculpas furadas quando:

Rodarepmi: “Senhol Lobin Lood, aqui está o seu dinheilo”

Robin: “Mas hein?”

Rodarepmi: “Com julos e coleçao monetália!”

Robin: “Hããã…”

Rodarepmi: “Algo elado, senhol Lood?”

Robin: “Não, é que…vocês estão me pagando?”

Rodarepmi: “Mas é claro, senhol Lood. Inclusive, pletendemos no futulo contar novamente com os seus bons serviços. Não é mesmo, meu calo Solg?”

Sorg: “Claro que sim! Mas, infelizmente, vamos ter que tratar disso uma outra hora. No momento, estou a caminho de um encontro com outros donos de blogs, com os quais pretendemos fazer negócio.”

Rodarepmi: “Oh, é veldade. Se tudo der celto, senhol Lobin, em bleve nos tolnalemos donos dos plincipais blogs de cultula pop do país. Gostalíamos de poder continuar essa convelsa, mas como o senhol sabe, tempo é dinheilo. Pol favol, deixe seu telefone com a nossa secletalia para que possamos em bleve voltala a entlar em contato”

Robin: “Sim, claro, claro. Eu já mesmo estava de saída (antes que eles se arrependam e peçam o dinheiro de volta, era óbvio)”

Já me levantando, pensei na cara de desespero do sapo que me fizera vir até ali. “Esse Frogwalken”, pensei, “deve estar é meio chapado de tanto fumar manjericão. Sinceramente, não vi nada de…errado?” Foi quando parei de repente e comecei a suar.

Rodarepmi: “O que houve, senhol Lood? Alguma coisa elada? ”

Naquele momento, não ouvi nada do que falavam ao meu redor, pois minha mente deu um tilt! Duas pistas (que só uma mente brilhante como a minha poderia perceber) me fizeram ver o que estava tão bem escondido! A primeira foi uma música que estava tocando na sala quando cheguei e continuou sendo repetida durante todo nosso encontro: “Martha”, de Tom Waits! O hino nacional dos decenecos!Tinha achado estranho ela ser tocada a todo o tempo, mas ora, vai que o Zack Snyder estava de visita pelas bandas e eu não estava sabendo?

Tom Waits era um dos galãs do pedaço nos anos 70…

 

Eu disse ERA…

No entanto, o que eu vi a seguir quando me levantava pra sair acabou com qualquer dúvida sobre o tamanho da enrascada em que eu estava metido: a porta espelhada da sala de reuniões refletia o nome da empresa que estava escrito em uma parede de frente para ela.  Invertido na imagem espelhada, o nome Raw Saturt virava TRUTAS WAR! E seguindo por essa lógica, Rodarepmi virava…ai, ai, ai, minha ave maria cheia de graça! Ferrou de vez!

Rodarepmi: “Senhol Lood, o senhol está passando bem? Ficou palado de lepente…quer que chame um Ubel? ”

Robin: “Ãh? Não, não…não foi nada. Eu só lembrei que estou atrasado para um…ãh… compromisso urgente que eu tinha esquecido completamente. Desculpa, mas vou ter que ir nessa! Foi um prazer seu impera..quer dizer, seu Roda-qualquer-coisa, e Sorg, manda lembrança pros filhotes pulguentos, abraço pra todo mundo e… FUI!”

Saí correndo da sala, mais rápido que uma gazela magricela fugindo de uma hiena faminta, e pensei: “Vixe, acho que vou precisar de ajuda. Onde é que foi parar aquele sapo quando a gente precisa dele?”

Rodarepmi: “Acho que o senhol Lood descobliu quem nós somos de veldade, meu calo Solg.”

Sorg: “Não se preocupe. Assim que ele sair, darei a ordem para que os Gordos Obesos Tetudos cuidem dele.”

Rodarepmi: “Aqueles degenelados? Senhol Solg, não sabia que podelia ser tão cluel!”

Sorg: “HUAHUAHUA,você ainda não viu nada! HEIL TRUTA!!

Saindo do prédio, me enfie no primeiro beco que me encontrei para tentar entrar em contato com alguém mais poderoso que pudesse dar conta da situação. Infelizmente, personagem que atira flecha só não é mais bucha e dispensável do que um membro dos X-Men quando a Marvel decide que precisa aumentar as vendas.

Mas pelo visto a sorte não estava lá muito do meu lado. Não consegui fazer nem mesmo uma mísera ligação, pois meus créditos já tinham acabado (na minha cabeça ouvia a voz estridente do Ckreed gritando POOOBRE!!!”). E quando achei que não podia ficar pior, assim que olhei ao meu redor, me vi cercado por um bando de peculiares criaturas que pareciam uma mistura de lutador de sumô com candidato a concurso de rei Momo.

Eita Porra! Eu não sabia que o Inferno tinha um irmão mais novo!

Gordo Obeso Tetudo nº 1: Huehuehue, olha só, irmãos, quem caiu na nossa rede…uma linda e apetitosa raposinha.

Robin: Ãh, raposo, por favor. Do sexo masculino.

Gordo Obeso Tetudo nº 2: E olhem só a roupa apertada de vadia que ela está usando, irmãos. Isso é um convite para receber uns tratos, não acham?

Robin: Vejam, essa roupa, como toda roupa de super-herói, é apertada para nos facilitar na hora de uma luta, nada de mais. E…o que querem dizer com “receber uns tratos?”

Gordo Obeso Tetudo nº 3: Você não nos engana, raposinha. Todo mundo sabe que roupa apertada é coisa de piriguete que está doida por um macho de verdade!! Huehuehue!!!

Robin: Sinceramente, acho que vocês estão com uma mentalidade do século passado. Agora, se me derem licença, não tenho muito tempo pra conversa. Tomem aqui uma flecha no umbigo que é pra aprenderem a respeitar as pessoas!

Mas, como azar pouco é bobagem, a flecha, atirada com precisão, simplesmente rebateu na barriga do meu alvo e caiu, toda amassada, sem nem mesmo fazer cosquinha!

(Anotação mental: nunca mais comprar nada em loja fuleira do Ali Baba.)

Robin: ih, fu***!!!

Gordo Obeso Tetudo nº 1: Peguemno, irmãos. Vamos ensinar a esse raquítico a não mexer com a família FAT!

Robin: Família Fat? Ei, isso aí pode te dar o maior problema por questões de direitos autorais, sabiam? Além do mais, ÔPA, PERAÍ…TIRA A MÃO DE MIM, SUAS DOIDAS!!!

Gordo Obeso Tetudo nº 1: ISSO, AMARREM-NO TODINHO! E agora, vamos fazer uma festinha!

 

“Gente, é śerio, vocês tem que começar  a controlar os seus hormônios”

 Gordo Obeso Tetudo nº 2: HUA,HUA,HUA!!! BEIJA A MINHA TETA, SEU TOLINHO!!!

Bem, percebendo aonde esse negócio ia dar, só me restou tomar uma atitude que ia contra meus princípios éticos e o código de conduta de todo herói que se preze… mesmo assim, joguei tudo pro alto e gritei por

SOCOOOORROOOO!!!

 Não costumo usar muito essa técnica porque, geralmente, nessas horas, quando as pessoas veem um grupo de mau encarados rodeando um inocente transeunte, é um fato cientificamente comprovado que elas têm uma incrível tendência a sofrerem de problemas repentinos de surdes e de vista.  Não em todas, é claro. Com outras acontece   o contrário. Seus sentidos ficam ampliados e elas passam a enxergar alguma cena muitíssimo interessante que está acontecendo a quilômetros de distância, a qual, por coincidência, fica exatamente no sentido oposto de onde o crime se passa. Outros sintomas, como começar a assoviar e sair de fininho também fazem parte do pacote.

Mas ttudo isso geralmente afeta pessoas normais. Felizmente, os frequentadores do baile dos enxutos podem ser chamados de muitas coisas, mas normais não é, definitivamente, uma delas.

“Acima nós vemos um típico bando de enxutos em seu ambiente natural”

Foi por causa dessa anormalidade que, de repente, não mais que de repente, apareceram vindos do aquém do além dadonde vive os mortos, Frog, o Sapo, e sua companheira-com-sérios-problemas-mentais chamada MIA.

Sim, porque só tendo alguma espécie de problema mental explica uma moça linda daquelas acompanhar um sapo horroroso pra cima e pra baixo – não apenas por ele ser um sapo, até porque sapos podem virar príncipes se usarem a macumba correta, mas principalmente porque, assim como eu, ele sofria de uma doença congênita e praticamente incurável chamada POBREZA! Se eu não soubesse que ela na verdade era uma nativa do Reino da Delícia, eu ia achar que a menina na verdade vinha do universo Bizarro!

“Isso é pura inveja do Robin. Todo mundo sabe que ela só está comigo por causa da minha beleza! ”

Tudo isso posto, o que não dá pra negar dos dois é sua eficiência. E que eficiência! Em pouco tempo (como visto em Tie-in do Frogwalken parte 4) nada mais restava dos pobres obesos. Quase tive dó dos coitados. Quase.

 

Mamma Mia, ma que bello par de…botas

Bem, tudo terminado, fomos então atrás do restante dos enxutos desaparecidos…mas, se alguém está lembrado do final do tie-in do Frog, eu acabei levando uma porrada que me fez voar direto por cima da minha casa. Uma porrada do Polvo Aranha. Ou pior…do clone do Polvo Aranha (MUITO OBRIGADO, Frog!).

Quer dizer, é sério isso? Como se apanhar do Polvo Aranha não fosse vexame suficiente, eu estava na verdade apanhando da cópia defeituosa do mesmo?  Ah, mas as coisas não iam ficar assim! Não mesmo…

Continua

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1