Antes tarde do que… Ah, esses desgraçados ainda vão errar de novo! Aposto!

Um dos efeitos do sucesso de pública e crítica do filme da Mulher-Maravilha (Galsuspiro…Gadot) foi fazer os executivos da Warner olharem um pouco para trás e assumirem que, sim, havia algo de muito errado nas suas últimas produções envolvendo super-heróis.

“Oi, Jotinha, meu fã número 1!”

Jon Berg, produtor-executivo e vice-presidente da Warner, analisou Esquadrão Suicida (Suicide Squad, 2016) e Batman Vs Superman (Batman V Superman: Dawn of Justice, 2016). Segundo ele, o primeiro foi bem de bilheteria, na escolha dos personagens e na caracterização, mas falhou no desenvolvimento da trama.

Olha, nem todas as caracterizações ficaram realmente boas…

Agora, incrível foi o que ele falou do filme que tinha tudo pra dar certo e deu errado:

“Batman Vs Superman teve um tom sombrio e as pessoas não responderam bem a isso.”

Olha só, descobriu o Brasil!

“Putz, é tudo tão escuro neste filme que até eu – que tô usando duas lanternas nos olhos – me perco!”
Recomendação do Sorg

Esquadrão Suicida sofreu muito, narrativamente falando, principalmente por conta dos diversos “cortes” feitos no filme (foram pelo menos três), motivados por sessões-teste. Há pontos redundantes e outros em que você fica “Ei, mas peraí, da onde…?”.

Putz, o Amarra morreu um minuto depois de entrar em cena e ainda aparece na foto do elenco!

Agora, a análise dele de Batman Vs Superman merecia uma pergunta na fuça: se a Warner vê o erro e reconhece o mesmo, porque deixou o Universo DC cinematográfico nas mãos de Zack Snyder, o sujeito que olhou pros super-heróis da DC e resolveu transformá-los em versões violentas e – no caso do Superman (Henry Cavill), principalmente – acéfalas deles mesmos? E ainda entregou pro cara o filme da Liga da Justiça?!?!?!?!?!?!?!?!

Comentários Facebook (O DISQUS ESTÁ ATR... LOGO ABAIXO)

Comentários Disqus

BDE1