Ao pronunciar a palavra “Shazam!”, Billy Batson é atingido por um relâmpago mágico e se transforma no Mortal Mais Poderoso do Mundo, o Capitão Marvel!!! SIM, CAPITÃO MARVEL!!! SHAZAM É O CARAL…

Olá, Enxutos e Enxutetes. Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante… houve séries televisivas sobre super-heróis, seres superpoderosos, ficção científica, mundos e dimensões paralelas que vocês talvez sequer sabiam que existiram. Nessa série de postagens, estarei relacionando algumas dessas séries antigas e esquecidas. Bora lá?

Shazam!

Shazam!, foi um seriado de televisão norte-americano exibido pela CBS de 1974 a 1977. A série teve 28 episódios de meia hora e foi produzido pela Filmation (primeiro tipo de programa do estúdio de animação). De 1975 até o final da sua temporada em 1976, a série foi ao ar com o nome “Shazam!/Isis Hour”, onde dividia espaço com outra série da Filmation: A Poderosa Isis (“The Secrets of Isis”). No Brasil, a série foi exibida pela Rede Globo em 1975 na estreia do programa “Sessão da Tarde”. Entre 1986/1987, a série foi exibida pelo SBT e no programa do “Bozo” em 1989.

A série foi inspirada no personagem Shazam, conhecido como Capitão Marvel até 2011, um super-herói fictício de histórias em quadrinhos. Inicialmente publicado pela editora Fawcett Comics e posteriormente adquirido pela DC Comics. Criado em 1939 pelo roteirista Bill Parker e pelo desenhista C. C. Beck, o personagem apareceu pela primeira vez na revista Whiz Comics #2, lançado em fevereiro de 1940, durante a era de ouro dos quadrinhos. Com uma história que envolve uma fantasia adolescente, Capitão Marvel é o alter ego de Billy Batson, um jovem que trabalha como repórter de rádio e foi escolhido, devido a sua bondade interior, para receber os poderes do Mago Shazam, a fim de preservar a justiça e a paz no Universo.

Whiz Comics #2

Diferente da sua versão nos quadrinhos, a série televisiva apresentava uma abordagem diferente e bem mais leve do personagem. Billy Batson/Capitão Marvel (interpretado por Michael Gray) viajava com o seu Mentor (Les Tremayne) em um trailer em uma missão sem fim: corrigir os erros do mundo, desenvolver o entendimento e procurar a justiça para todos. O Capitão Marvel foi interpretado por dois atores: Jackson Bostwick e depois por John Davey.

Na adaptação para a TV, o Mago Shazam sequer apareceu. Batson falava diretamente aos imortais que lhe deram os poderes (Salomão/sabedoria, Hércules/forçaAtlas/vigor, Zeus/poder, Aquiles/coragem e Mercúrio/velocidade). Esses imortais eram representados por personagens animados e não atores. Não haviam supervilões ou violência na série e ao final de cada episódio, uma lição de moral era apresentada aos telespectadores, onde se ensinava um pouco de humanidade e maneira correta de se conduzir na sociedade. #AprendeSnyder

Capa de “Shazam! The Complete Series DVD”

Apesar das diferenças entre as versões dos quadrinhos e da TV, o elemento mítico mais fundamental do personagem permanece o mesmo até os dias de hoje: quando ele pronuncia a palavra mágica “Shazam!”, Billy é atingido por um relâmpago mágico e se transforma no Mortal Mais Poderoso do Mundo, o Capitão Marvel (SHAZAM É O CARALHO!!!).

E aí, Enxutada… gostaram? MIMIMIzem aê nos comentários e aguardem novas postagens sobre essas velhas séries que serviram de alicerce para as séries que vemos hoje nas telinhas. Inté!!!