Onanistas, uni-vos!

Chuchus, a galera mais novinha provavelmente não vai saber mas nos anos 90 havia aqui na nossa república dos Taokeys uma quantidade considerável de editoras que publicavam materiais fora do eixo Marvel / DC Comics e uma dessa que fez a alegria dos nerds era a Metal Pesado. Em 1997 a editora publicou a revista Heavy Metal, homônima da revista americana que por sua vez foi inspirada na francesa Metal Hurlant que mostrou ao mundo talentos como Moebius, Phillippe Druillet (no futuro próximo sai resenha aqui de Lone Sloane) e Tanino Liberatore, pai de RanXerox.

Pois bem, foi nessas publicações (tanto gringas quanto BR) que o mundo conheceu Druuna, a “heroína” (muitas aspas) erótica / pornô criada pelo italiano Paolo Eleuteri Serpieri. As histórias de Druuna giram em torno de um futuro pós apocalíptico bizarro com pitadas de viagens no tempo, realidades paralelas e recheada com muito erotismo e / ou pornô hardcore. A publicação foi de 1985 à 2016 (obviamente com grandes intervalos), rendeu 9 volumes da série chamado Morbus Gravis e mais uma caralhada de sketchbooks que faziam a alegria dos onanistas.Dito isso, chegamos ao que interessa: a competente editora Pipoca e Nanquim vai trazer para vocês, taokeys, a publicação integral da obra de Serpieri. Serão 3 volumes, os dois primeiros com 308 páginas cada e o terceiro com 196 mais um box para você guardar a coleção. Os volumes vão ser publicados ao longo desse ano de nosso senhor, 2019, e hoje a editora soltará o anúncio oficial da publicação via Youtube porém a Amazon já deu spoiler da parada e os três volumes já se encontram em pré venda desde ontem (de acordo com a loja, o terceiro está previsto para o mês de outubro).

Óia, eu tenho 4 volumes publicado pela Metal Pesado (Morbus Gravis 1 e 2, Criatura e Carnívora) e digo sem medo que são excelentes leitura (insira o emoji com cara de safadeenho aqui). Completamente desnecessário comentar os lindíssimos desenhos do italiano que são de fato incríveis e muitas cenas de séquissu são infinitamente mais excitantes que Xvideos mas a história, principalmente dos dois Morbus Gravis são muito fodas (hã, hã). Criatura e Carnívora são um pouco mais viajandão, quase lisérgicos mais ainda sim, do caralho (máá oeeee). Eu, que sou RYYCAAA, quando vi ontem a noite a pré venda das edições (bundando a toa no Instagram) cofrei as três. Eu tenho algumas publicações da editora (Relatório de Brodeck, 5 Por Infinito, Lone Sloane e o primeiro volume de Conan que eu resenhei AQUI) e coloco minhas sebosas mõeses no fogo pelo trampo do Pipoca e Nanquim. A qualidade da publicação deles é coisa fina e vale cada centavo.