É o que temos, meus caros. É o que temos!

A Netflix continua trabalhando para entregar mais programas originais. E, claro, nós, intrépidos Enxutos (e estagiários…), não podemos deixar de tentar colocar você, caro(a) “leitor(a)” por dentro das notícias e especulações quando se trata de programas que mexem com o mundo nerd.

Será que vamos ter uma série da Elektra?

A vice-presidente da Netflix, Cindy Holland, explicou porque o canal de streaming resolveu salvar a série Lúcifer, que tinha sido cancelada pela Fox. Segundo ela, o programa tem bons níveis de audiência em locais do mundo em que a empresa atua e que estes fãs mereciam que as aventuras do ex-Senhor do Inferno continuassem. Achei bacana, até porque tem coisa muito pior passando por aí…

“Sério que vocês realmente acreditaram que o Diabo ficaria desempregado?”

Ela também anunciou que a terceira temporada de Stranger Things só irá ao ar no verão norte-americano de 2019. A inspiração deverá ser a Trilogia De Volta Para o Futuro. A série tem sofrido algumas polêmicas, como o aumento dado à atriz Millie Bobby Brown, que irá receber seis vezes mais que seus companheiros infantis de elenco pela nova temporada. Cindy também falou das acusações de que os irmãos Duffer, produtores, teriam abusado verbalmente de mulheres que trabalhavam no programa. Holland disse que a Netflix busca sempre criar um ambiente saudável de trabalho e que acusações como as apontadas acima fazem com que os executivos fiquem mais atentos ao que acontece nos sets. Nada a dizer: como já expliquei uma vez, não gosto de programas com crianças e, provavelmente, nunca verei esta série.

“Eu tenho indicações ao Emmy! E um empresário melhor!”

O canal estaria bem interessado em produzir novas séries com personagens da Marvel, inclusive já tendo discutido o assunto com pessoas ligadas à empresa licenciadora. Estes programas provavelmente serão derivados de séries que a Netflix já produz, assim como fizeram com o Justiceiro, que primeiro apareceu na segunda temporada de Demolidor. Sério, alguém aí interessado em ver uma série do Foggy Nelson (Elden Henson), da Trish Walker (Rachel Taylor) ou da Claire (Rosario Dawson)?

“Tá chegando a hora da Felina!”

Por falar em Demolidor, Holland apontou que a terceira temporada da série atrasou por conta de Defensores, que pediu que todos os atores envolvidos na série do Diabo da Cozinha do Inferno estivessem disponíveis. A vice-presidente insistiu que não havia nenhum problema, mas ao elogiar a nova temporada – que permanece sem data de estréia ou mesmo de início de filmagens – ela deu uma aparente alfinetada na segunda empreitada do herói cego na tv, de 2016, ao afirmar que a espera valerá a pena e que o personagem “voltará ao formato original”. De fato, a primeira temporada é de longe a melhor coisa que a Netflix produziu com a Marvel, mas a segunda está no baixo nível de tudo o que foi feito depois.

“Quem piscar primeiro é o pior ator!”

Por fim, Punho de Ferro estreará em estreará em  7 de setembro e terá “apenas” dez episódios, em vez dos tradicionais 13, como foi visto em um post no Twitter, listando os títulos dos episódios. Rosario Dawson não deverá retornar e Luke Cage (Mike Colter) não aparecerá, segundo o ator Finn Jones, que vive o “defensor” de K’un-Lun. Alice Eve deverá viver a personagem Mary Tyfoid, uma guria com dupla personalidade, sendo uma delas uma perigosa assassina que, nos quadrinhos, costuma trabalhar para o Rei do Crime e enfrentar o Demolidor. Pena, pois considero uma personagem interessante e me dói ver que será desperdiçada naquilo que a parceria Marvel-Netflix tem de pior. Sinceramente, me espanta muito que Punho de Ferro tenha ganho uma segunda temporada, seja com quantos episódios for.

“Eu pensei que ia pra série do Demolidor…”  “Desculpa!”