Ou, segundo o próprio Mark Millar, o “Superman que vale”

Pois bem enxutos e enxutas. Uma resenha rapidinha (mais ou menos) que vale muito a pena. Huck é um herói criado por Mark Millar e desenhado pelo meu xará Rafael Albuquerque, publicado pela Imagem Comics.

Huck
HUCK #1

Huck mora em uma cidade modesta nos Estados Unidos, trabalhando como frentista em um posto. Tem como hobby fazer coisas boas para os moradores da cidade. Recolher do fundo do mar uma corrente de ouro para a vizinha, tirar o lixo de toda a cidade, pagar comida no drive thru para todos da fila atrás dele são exemplos das bondades que Huck costuma fazer. Algumas pessoas da cidade sabe de suas “habilidades especiais”, respeitando e tentando não divulgar isso para a imprensa. Uma senhora chamada Taylor fala para a jovem Diane sobre ele, seus feitos e como foi deixado para adoção no orfanato enquanto era um pequeno bebê.

Huck começa a pensar no que pode fazer de bondade para Sexta, quando vê uma reportagem que 200 meninas que foram raptadas em uma escola de uma cidade no norte da África. Ele não pensa duas vezes, pega o avião e salva as crianças. No final do resgate pede para elas não falarem nada a respeito do resgate e distribui doces para elas. Diane, vendo na tv que as meninas foram resgatadas, fica convencida de que Huck tem algo a mais. Na manhã seguinte os reportes estavam na porta para entrevista-lo.

Huck
HUCK #2

Na Sibéria em 1981 uma jovem adivinha um cartão postal dentro de um submarino no fundo do mar.

Nos dias atuais, Huck está extremamente triste pelo acontecimento. As senhoras da cidade tentam consola-lo, enquanto os repórteres esperam para falar com ele. Huck observa uma mulher pela janela chorando e sai para falar com ela,  descobrindo que seu marido estava desaparecido a mais de 5 anos. Um outro casal de senhores pede para Huck procurar sua filha desaparecida a 18 meses. Uma moça pede para tentar achar seu irmão que sumiu no Afeganistão a 6 meses e um garoto pede para procurar seu cachorro desaparecido.

Huck faz uma lista e começa a correr para solucionar os pedidos, com algumas câmeras captando seus resgates. Corta para a Sibéria, com o Professor Orlov olha todos os acontecimentos envolvendo Huck. Na Carolina do Norte um homem barbudo (epa!!) diz ter encontrado algo que procurou a sua vida todo: Seu irmão.

Huck
HUCK #3

Huck termina de resgatar as pessoas da sua lista. Passado um tempo ele é convidado para uma festa com o governador, sendo obrigado a usar um terno. Huck se incomoda com os gatos que estão muito magros do lado de fora do hotel que ele está. Na festa ele se sente totalmente por fora e é usado como campanha eleitoral. No quarto de hotel ele senta e chora, triste com tudo aquilo, até que decide pedir peixe e frango para os gatos magros. Alimentando os gatos, Huck conversa com dois mendigos do lado de fora do hotel e decide dar a chave do quarto para eles, falando que a comida era de graça, e vai para casa.

No caminho, em cima do trem, Huck encontra uma pessoa que diz ser seu irmão Tom,que pergunta se ele não quer conhecer a mãe deles.

Huck
HUCK #4

Sibéria, 1981. A mesma mulher com poderes agora corre dos soldados, tentando fugir. Mesmo grávida a mulher demostra grande força. Ela consegue despistar os soldados. Nos dias de hoje Tom conta para Huck que a mãe deles tinha 16 anos quando os soviéticos a acharam. Ela era forte e tinha poderes psíquicos também. Os soviéticos tentaram replicar os poderes dela sem sucesso, quando tiveram a ideia de engravida-la. Após a gravidez que ela tomou coragem e escapou. Ela foi para os Estados Unidos NADANDO, teve os gêmeos na floresta e separou-os para os Russos não os pegarem. Huck fica triste com a história e Tom diz para eles encontra-la juntos. Huck precisa de um nome ao menos e Tom diz que é Anna Polina. Os dois partem com o caminhão cedido pelo seu chefe.

No caminho Huck faz paradas para ajudar em emergências como prédio em chamas e animais na estrada, quando finalmente chega na casa da sua mãe. Ao bater na porta, Huck diz que seus garotos chegaram, mas com uma cara assustada, Anna diz que só tem um garoto. Tom derruba os dois e chama pelo Professor Orlov, que diz ser hora dos dois irem para casa.

Huck
HUCK #5

Anna e Huck estão no complexo 33, na Sibéria, o mesmo complexo que Anna estava em 1981. Professor Orlov explica que seus ajudantes são inteligência artificiais, caros e com vida útil curta. Orlov explica que precisa de Huck para fertilizar voluntárias para criar seu exército de super soldados. Huck tenta quebrar a parede de vidro, mas percebe que é impossível. Após isso ele procura no vidro uma fraqueza, enquanto Tom tenta chateá-lo.

Quando percebe que sua mãe se culpava por aquilo tudo, Huck a abraça para acalma-la e percebe um jeito de quebrar o vidro. Como sua mãe tem o poder de mandar os outros fazerem qualquer coisa, Huck pede para ela mandar ele quebrar o vidro. Os golpes são tão fortes que treme todo a Sibéria. Mesmo assim Huck tem dificuldades, mas os golpes dão certo e quebra o vidro.

Huck
HUCK #6

A porrada come solta entre os capangas de inteligência artificiais do Professor Orlov. Enquanto lutam o professor Orlov é levado de caminhão para outro local. Soldados entram no complexo 33, mas correm ao ver os capangas dilacerados no chão. Huck chama sua mãe e os dois vão atrás do professor Orlov, disparando um poste que acerta em cheio o caminhão a quilometro de distância. Anna faz o professor apagar todas as pesquisas de seu banco de dados, mas o professor diz que vai reiniciar todo o trabalho do 0, pois esta tudo na mente dele. Anna, então, faz com que o professor Orlov esqueça tudo que ele sabe sobre ciência.

Voltando para sua cidade, Huck volta a fazer sua rotina do bem como assar um bolo para o vizinho, ajudar pessoas da inundação e procurar o gato sumido de sua mãe. Huck e sua mãe vão morar juntos na pequena cidade, colocando uma placa em sua janela “Alegre por ajudar”, quando a senhora Taylor diz que Diane estava muito triste por ter chamado todos aqueles repórteres no começo. Huck, então, compra um punhado de tulipas e bate na porta dela.

A edição termina em Moscow, com o professor Orlov como frentista em um posto de gasolina.

Resultado de imagem para Huck Imagem comics

Finalizando: Uma história muito linda. Huck demostrar ser um grande herói sem precisar ser um super herói, sem aquela história do de ter um conflito interno, uma consciência avançada para tal coisa. Não! Huck é bom e gosta de fazer o bem, só isso. Simples assim. Uma história do MillarWorld que vale muito a pena mesmo. Um Superman realmente Super, sem forçação de barra. Um Superman que vale. #ChupaSnyder.

Nota: 10