banner uncanny xmen14

E começamos a nova semana de Resenhas com o Destemido Líder Vida Loka e seu Bando na Resenha Enxuta: Uncanny X-Men #14, por sinal a mais votada da semana…

Pois bem, caros Enxutos, esta é a primeira edição após os eventos da saga Battle of The Atom, cuja principal consequência foi fazer os X-Men originais e a Kitty Pride abandonarem o grupo do Wolverine na Escola Jean Grey e assumir um lugar na Escola Xavier ao lado do Ciclope quarentão e Vida Loka. Veja aqui mais detalhes da saga anterior…

capa

Sem mais churumelas, aos spoilers. A hq começa em um dia chuvoso, onde os pupilos do Destemido Líder (incluindo o bucha do Anjo) sobem um lamacento morro, sem poder utilizar seus poderes. A subida é difícil, mas isto não impede dos jovens se questionarem como será agora com a chegada dos X-Men Originais ao grupo. Um deles, pouco mais ousado, pergunta ao Ciclope (no topo do morro, os aguardando) como será daqui por diante, se o treinamento será em separado e que tais. Apesar de Summers ordenar mais ação e menos conversa, Emma afirma que os garotos tem uma boa questão…

1

Illyana entra na roda e ainda cutuca mencionando de como é engraçado ter a jovem Jean com eles. Por fim, Scott dá o assunto por encerrado afirmando que apenas lidarão com isso e ponto.

Neste momento, um dos jovens mutantes fica para trás, o bendito Benjamin (um transmorfo). A despeito dos colegas incentivarem, o jovem diz ser impossível subir e isto faz Summers agir, dizendo que se não é capaz de escalar aquilo, Benjamin não poderia se tornar um X-Men. O jovem retruca, mencionando o fato de que não poder usar seus poderes e Scott, no primeiro momento fora dali, os usa a torto e direito. E vai além: mesmo sabendo que não tem todo o controle atualmente. Summers então dá sua aula, mencionando que precisa estar preparado para tudo e assim, com o intuito de fazer o jovem mostrar o seu valor, o empurra, fazendo-o cair no chão. Quando se ergue, pede para atingi-lo com tudo que tenha, na promessa de que não usará seus poderes. O garoto tenta e, lógico, Scott mais uma vez o derruba com facilidade. Ao fim da lição, afirma que Benjamin Deeds ainda não está pronto para as situações que podem vir a acontecer.

2

Corta a cena e estamos já na Escola. Deeds sai do banho e, enrolado em uma toalha, conversa com um de seus colegas que lhe dá apoio. Ao longe, observa Scott e Magneto conversando. Quando vira as costas novmente, não percebe que o colega saira e, ao entrar novamente no quarto, dá de cara com a Emma Frost. E sim, deixa a toalha cair.

3

O papo entre os dois é no sentido de que Emma acredita que Deeds tem um potencial mutante maior do que apresenta, ou seja, não é só mais um transmorfo. A coisa acaba se revelando verdadeira quando ela o pressiona, o rapaz muda de forma, e algo acontece com as luzes que tremeluziram. Emma então deduz que o poder do garoto tem algo de emissões de feromônios, além da transformação física. Assim, ele consegue deixar a todos em sua volta confiantes e de bem consigo mesmo. Emma vê nisso um excelente potencial para a equipe, pede para que o garoto se arrume, pois irão treinar em algum lugar qualquer por ele escolhido.

Segue o Baile e estamos em Atlantic City. Acontece aqui a cena mais ‘polêmica’ da hq, gerando algum burburinho nos BdEs do exterior. Emma ordena um primeiro teste com o Deeds: ordena que vá a uma beldade e consiga que ela saia com ele. Benjamin fica tenso e receoso, mas por fim alega que não pode fazer isso por ser gay. De fato, Frost ignora isso e menciona que não importa para o que irá fazer…

4

Enfim, Deeds vai lá e leva um toco (Moe?). A coisa piora ainda mais quando um segurança truculento aparece para tomar satisfações do rapaz (a garota trabalhava no lugar) e a confusão está armada. Deeds foge. Tudo sob os olhares de Emna e Illyana, sendo que a primeira impede Magia de agir justamente para que Benjamin pudesse desenvolver seus dons de forma natural, mesmo que sob pressão. Por fim, Deeds encontra uma jovem que lê um livro de Stanley Kubrick e faz amizade rapidamente, muda sua aparência e, desta forma, consegue se safar da situação.

5

Fechando a Resenha. Emma ainda não se dá por satisfeita e faz o jovem treinar ainda mais com outras pessoas daquele lugar. Por fim, decide fazer um teste final, este com o conhecimento de Summers. Ordena ao jovem que leve uma carta até a sala de um alto executivo em um prédio qualquer. A missão é entrar e sair de forma natural, entregando o papel em mãos. Deeds cumpre tudo a risca, passando despercebido por todos ao ganhar aparência similar do seu interlocutor e usar os tais feromônios. Entrega a bendita carta. Quando o tal chefe vê o que está escrito…

6

… ali era uma das bases da SHIELD e todos são agentes. O garoto é cercado e acaba salvo pela Illyana. A hq termina de volta a Escola Xavier, com o Ciclope admitindo que agora Benjamin é um X-Man. Rola uma tentativa de achar um ‘nome’ para o jovem, chegam a mencionar Morph (Morfo… os velhos e rancorosos dos anos 90 alucinam), mas parece que Benjamin não curtiu muito a ideia…

7

Comecemos como habitual pelos rabiscos sob os auspícios de Chris Bachalo. A esta altura do campeonato quem nos acompanha há algum tempo sabe da minha opinião sobre o traço do artista. Comparando com ele mesmo ao longo das edições, pouco mudou, mantendo uma constância no seu trabalho. Ademais é aquilo: puxando para um cartunesco, transformando a potranca da Emma em uma desmilinguida e com alguns problemas nas proporções, não curto o trabalho. Melhorou alguma coisa, pois hoje é factível diferenciar Emma de Illyana, coisa que antes só era possível pelas roupas.

O enredo do Bendis desta vez primou em apresentar algo diferente do seu habitual. Sem viagens temporais e focando em personagens novos, a tendência é a história ser melhor do que aquilo que vem acontecendo na All New X-Men. Interessante que o ponto levantado do homossexualismo foi algo natural, sem ser forçado. Sinceramente não entendi a polêmica em alguns fóruns norte-americanos dando um destaque grande para o personagem. Foi uma passagem bem normal, sem nada demais.

A próxima edição promete encarar a situação do Inumanos e como o Scott e sua trupe irão lidar com isso. Realmente é um fato que gostaria de saber, afinal os mutantes, com este novo status quo, podem perder espaço para os Inumanos. Ou não, afinal podem até mesmo ganhar mais aliados. O fato é que ser humano na Marvel é que parece ser o mais diferente hoje em dia…

Vale ou não vale conferir? Das duas escritas pelo Bendis, esta é a melhor. Apesar do Bachalo. É um espetáculo? Não. Mas nada que ofenda demais os fãs dos X-Men e que tenham acompanhado a evolução do Ciclope para o seu atual status quo.

Nota 7,0
E a nova enquete da semana: